A quinta jornada da Liga dos Campeões terminou, com uma das equipas portuguesas, o Benfica, a conhecer desde já o seu destino na competição – ou seja, não sairá do último lugar do Grupo A e está fora da Europa. FC Porto e Sporting deixaram para a última ronda a decisão sobre os seus destinos, sendo que ambos sabem que pelo menos a Liga Europa está assegurada.

Numa semana com muitos golos, pela segunda vez consecutiva temos portugueses no nosso “onze” da jornada da Liga dos Campeões – tendo por base os GoalPoint Ratings -, e logo dois, Pepe e Cristiano Ronaldo – CR7 aparece pela primeira vez nesta selecção. E tal como na quarta jornada, há um atleta do FC Porto entre os escolhidos. É ele o defesa-central Felipe, que em Istambul marcou o golo dos “dragões” e esteve praticamente intransponível.

O Real Madrid é o clube mais representado, com três nomes, seguindo-se o Chelsea, mas o melhor jogador da quinta jornada actua em França e chama-se Neymar. O brasileiro vai-nos habituando a ratings elevados na Ligue 1 e na Liga dos Campeões – esteve também na equipa da ronda anterior – e a vítima desta feita foi o Celtic, que saiu do Parque dos Príncipes vergado a uma goleada de 7-1. Mas vamos ao “onze” dos melhores da quinta jornada da Liga dos Campeões 2017/18.

GoalPoint-Onze-Champions-201718-J5-infog
Clique para ampliar

Ibrahim Sehic (Qarabag) 6.6 – Numa jornada madrasta para os guarda-redes, o melhor  ficou-se por um rating de 6.6, o guardião do Qarabag, Sehic (que já integrava os cinco melhores até ao momento). E conseguiu-o apesar de a sua equipa ter sido goleada pelo Chelsea por 4-0. Sehic fez seis defesas, o máximo da jornada.

Dani Carvajal (Real Madrid) 7.5 – Em dia de goleada “merengue”, Carvajal esteve em grande plano. O lateral-direito não marcou, não assistiu, mas teve sucesso em duas de três tentativas de drible, teve 103 interacções com bola (o segundo valor mais elevado, a seguir a Modric), recuperou dez vezes a bola, fez quatro desarmes e cinco intercepções.

Felipe (FC Porto) 7.1 – Grande jogo do central do FC Porto. O brasileiro fez o 1-0 e registou “números de Champions”, sendo o melhor em campo. Para além do golo, somou quatro intercepções, 12 alívios, cinco recuperações de posse e ganhou dois de cinco duelos aéreos. Não fosse o facto de se ter deixado ultrapassar por Tosun no golo do empate (com mais mérito para o turco do que demérito para o portista) e seria uma exibição para a galeria.

Pepe (Besiktas) 7.0 – O defesa português do Besiktas esteve imperial e poucas hipóteses deu aos avançados portistas. Pepe ganhou 11 dos 13 duelos que disputou, fez seis desarmes (dois na grande área), três intercepções e cinco alívios.

Danny Rose (Tottenham) 7.3 – Os londrinos estão a dar cartas nesta Liga dos Campeões e, já apurados, foram vencer a casa do Dortmund. O lateral-esquerdo Danny Rose foi o melhor em campo, graças aos dois passes para finalização, uma ocasião flagrante criada, três desarmes, três intercepções e dois dribles certos em três tentativas.

Cesc Fàbregas (Chelsea) 8.8 – O Chelsea goleou no Azerbaijão e teve no médio espanhol o seu melhor elemento. Fàbregas esteve muito activo nos momentos ofensivos, com um golo marcado em três remates (todos enquadrados), seis passes para finalização (o máximo da jornada), duas ocasiões flagrantes criadas, 114 interacções com bola e 16 vezes em que colocou o esférico na área contrária.

Naby Keita (Leipzig) 7.3 – O médio do Leipzig não engana. Na robusta vitória alemã no terreno do Mónaco, o jogador da Guiné-Conacri marcou um golo, teve eficácia nos quatro dribles que tentou, fez quatro desarmes e recuperou seis vezes a bola. Um todo-o-terreno.

Willian (Chelsea) 8.8 – Umas centésimas abaixo do rating de Fàbregas não retiram qualquer brilho à grande exibição de Willian pelo Chelsea. No Azerbaijão, o brasileiro bisou em cinco remates (dois enquadrados), teve sucesso em dois de três dribles e foram sobre si cometidos os dois penáltis que Fàbregas e Eden Hazard converteram. Excelente!

Neymar (Paris SG) 9.4 – O melhor jogador da ronda. Quando o brasileiro está inspirado é muito difícil travá-lo, que o diga o Celtic, que até começou a ganhar, mas foi trucidado por Neymar, que marcou dois golos em três remates (todos enquadrados), fez uma assistência em cinco passes para finalização, criou três ocasiões flagrantes e completou cinco de 12 tentativas de drible.

Karim Benzema (Real Madrid) 8.0 – O ponta-de-lança francês nem sempre é consensual, mas no Chipre esteve em bom nível. Marcou dois golos nos dois remates que realizou, registou uma assistência em três passes para finalização e acertou 22 dos 24 passes que realizou.

Cristiano Ronaldo (Real Madrid) 8.2 – O craque português parece querer dar um safanão na crise de golos. Frente ao APOEL, CR7 rematou muito, como é seu hábito – oito vezes, máximo da ronda, três delas enquadradas -, marcou dois golos, fez uma assistência no único passe para finalização que realizou e teve sucesso em um drible, dentro da área cipriota.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-5-Champions-League-201718-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 5ª jornada da Liga dos Campeões 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro das principais competições! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

UCL 17/18 J5STATGPRMVP
1-1
1-1
3-0
1-0
3-3
1-4
0-6
1-2
2-0
0-4
1-0
0-0
3-1
2-0
1-2
7-1