A Liga dos Campeões vai de férias. O balanço da fase de grupos não é mau, com Benfica e Porto entre as 16 equipas que vão “atacar” os oitavos-de-final, mas, para além disso, os 96 jogos desta primeira fase proporcionaram ainda números muito curiosos. Seleccionámos alguns para si.

  • Lionel Messi marcou um golo a cada 45 minutos. O segundo melhor marcador, Cavani, precisou em média do dobro do tempo para facturar.
  • Apesar de ter marcado seis golos, Edinson Cavani falhou oito ocasiões flagrantes, quatro no mesmo jogo, contra o Arsenal. Messi falhou apenas duas.
  • Cristiano Ronaldo fez um total de 33 remates. Tantos como toda a equipa do Rostov.
  • Robert Lewandowski fez um total de 11 remates de cabeça. Mais do que toda a equipa do Benfica (8). O CSKA de Moscovo fez apenas um.
  • Thiago Motta foi o único com uma média superior a 100 passes certos por jogo. Júnior Moraes, do Dynamo Kiev, terminou com uma média de 8,1.
  • Nos 495 minutos que esteve em campo, Thiago Silva falhou apenas 12 dos 415 passes que efectuou.
  • Jesús Corona acertou apenas um dos 22 cruzamentos que efectuou. Dani Alves fez 23, sendo que 12 foram eficazes.
  • Em apenas 141 minutos de utilização, Yacine Brahimi completou 11 dribles. Mais do dobro de Cristiano Ronaldo (5), que jogou os seis jogos completos.
  • Luuk de Jong, ponta-de-lança do PSV, ganhou uma média de 9,4 duelos aéreos por jogo. Bas Dost foi o 2º melhor nesse aspecto, mas com “apenas” 5,8.
  • Zanka, defesa-central do Kobenhavn, fez um total de 62 alívios. Mais do que toda a equipa do Barcelona (52).
  • Ricardo Quaresma foi apanhado 12 vezes em fora-de-jogo, mais do que oito equipas, incluindo Benfica (7) e FC Porto (11).

Se ainda não o fez, fique também a conhecer os jogadores com melhor performance na prova.