A 13ª jornada da Liga NOS já parece longínqua, visto que o foco principal foi o clássico” entre FC Porto e Benfica, que se disputou na sexta-feira, no mesmo dia em que o Sporting jogou o dérbi lisboeta com o Belenenses. Mas a ronda esticou até esta segunda-feira, dia de empate entre Estoril e Portimonense.

A nossa equipa da jornada tem, precisamente, dois jogadores dos “canarinhos”. Apesar de ocupar o último lugar da Liga, é curioso reparar que o Estoril é das equipas que mais vezes emprestou jogadores aos nossos “onzes” semanais, nada menos que em nove ocasiões, o que parece indicar qualidade no plantel, mas detalhes que faltam corrigir. Um deles o golo, pois a equipa da Linha não marca desde a sexta jornada, na derrota em casa do Belenenses por 2-1, a 17 de Setembro. Seja como for, não só há dois estorilistas na equipa, como um deles é jogador da jornada… numa ronda com dois atletas alvo dessa distinção – algo raro, mas não a primeira vez -, por terem registado o mesmo GoalPoint Rating.

Nota para a presença de dois jogadores do FC Porto (a somar aos emprestados Fernando Fonseca e Gonçalo Paciência), o que não deixa de ser digno de realce, uma vez que aquando de “clássicos” e dérbis, os jogadores das equipas intervenientes tendem registar prestações mais para o colectivo e com menos brilho individual, muito por culpa da dificuldades dos encontros. Mas o Porto foi superior ao Benfica, pelo menos na segunda parte, e dois “dragões” surgem nesta nossa equipa. Não há nenhum benfiquista e o “leão” do costume marca presença.

Destaque ainda para o facto de nesta semana termos cinco estreias absolutas nos nossos “onzes” semanais de 2017/18, e nenhum repetente da ronda anterior. Vamos aos nossos craques:

GoalPoint-onze-Liga-NOS-201718-J13-infog
Clique para ampliar

 

Caio Secco (Feirense) 7.4 – O Aves surpreendeu o Feirense em Santa Maria da Feira, mas houve um jogador da casa que tudo tentou para evitar a derrota. O guarda-redes Caio Secco foi o melhor em campo, com sete defesas, o máximo da jornada, quatro delas a remates dentro da sua grande área. Uma estreia nos nossos “onzes”.

Fernando Fonseca (Estoril) 6.7 – O Estoril está sem vencer há dez jogos, mas defensivamente vai dando mostras de melhorias. Um dos responsáveis é o lateral-direito Fernando Fonseca, que não só fez um passe para finalização, como ajudou a manter os perigosos atacantes do Portimonense em branco, graças a quatro desarmes e quatro intercepções, para além de oito recuperações de posse. Também uma estreia nesta equipa.

Felipe (FC Porto) 7.1 – O “clássico” foi intenso e disputado, e Felipe foi dos melhores em campo. O central brasileiro fez a diferença a defender, pois ganhou nove de 12 duelos, a totalidade dos cinco que disputou pelo ar, recuperou a posse de bola seis vezes e registou 14 acções defensivas, metade das quais alívios.

Dráusio (Marítimo) 8.2 – A terceira estreia nesta equipa. O central brasileiro apenas começou a ser utilizado na Liga à oitava jornada, mas desde então cumpriu todos os minutos. Na visita do seu Marítimo ao Moreirense, Dráusio foi o melhor em campo, com um golo marcado que merece ser visto, 11 alívios e seis duelos ganhos em oito disputas.

Alex Telles (FC Porto) 7.8 – O melhor em campo no “clássico” regista a quinta presença nos nossos “onzes”. O brasileiro voltou a estar em bom plano, com dois remates (um enquadrado), uma ocasião flagrante criada em três passes para finalização, quatro cruzamentos eficazes em cinco tentativas, seis desarmes, seis alívios e três duelos aéreos ganhos em três. Os números falam por si.

Danilo Barbosa (Sp. Braga) 7.1 – O “trinco” brasileiro não vingou no Benfica, mas no regresso a Braga está a mostrar toda a sua qualidade e vai já na terceira presença no nosso “onze”. Frente ao Paços de Ferreira rematou quatro vezes (uma enquadrada), fez um passe para finalização, teve sucesso em três de cinco tentativas de drible, ganhou 15 de 23 duelos individuais (quatro de seis aéreos), recuperou nove vezes a bola e realizou nove acções defensivas.

Lucas Evangelista (Estoril) 8.4 – Um case study da nossa Liga. Numa equipa em dificuldades na tabela, Lucas Evangelista está sempre muito acima dos colegas e adversários e regista regularmente números que nos fazem duvidar se o brasileiro disputou mesmo este ou aquele jogo em análise, e não terá estado num outro de elevado nível de exigência. Lucas foi um dos dois jogadores da jornada, com um registo de duas ocasiões flagrantes criadas, seis intercepções, 13 recuperações de posse e seis de oito duelos aéreos ganhos. E ainda sofreu cinco faltas.

Rúben Ribeiro (Rio Ave) 7.4 – O criativo do Rio Ave. O irreverente extremo voltou a estar em alta rotação. A sua equipa foi ganhar 3-1 a Tondela e Rúben não só marcou um belo golo como fez dois passes para finalização, teve uma eficácia de passe de 89% e ainda ajudou na defesa, com três desarmes.

Bruno Fernandes (Sporting) 7.3 – O médio leonino vai já na sexta presença nas nossas equipas da jornada. No dérbi com o Belenenses, o jovem foi o melhor em campo, com dois remates enquadrados em duas tentativas, duas ocasiões flagrantes criadas em quatro passes para finalização, seis dribles eficazes em dez tentativas (até esse jogo somava seis dribles certos em toda a Liga) e nove recuperações de posse.

Tomané (Tondela) 7.4 – O avançado do Tondela bem tentou remar contra a maré e é outra estreia neste “onze”. A sua equipa perdeu, mas Tomané marcou um golo em três remates (dois enquadrados), fez dois passes para finalização, teve sucesso em duas de quatro tentativas de drible (ambas dentro da grande área contrária) e registou o máximo de duelos aéreos ganhos na jornada: nove (em 14).

Gonçalo Paciência (V. Setúbal) 8.4 – O segundo jogador a quem atribuímos a distinção de melhor da 13ª jornada e logo na estreia. O ponta-de-lança do V. Setúbal marcou um golo em sete remates (o máximo da jornada), três com boa direcção, fez dois passes para finalização, teve sucesso em quatro de nove tentativas de drible e sofreu cinco faltas. Merecia claramente mais.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-13-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 13ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J13STATGPRMVP
1-0
0-0
1-1
1-3
0-0
0-1
3-0
1-2
0-0