O exercício correu tão bem na época passada que, só por isso, valeria a pena repetir. Recapitulando, Battagglia explodiu e está agora no Sporting. Fábio Cardoso confirmou-se e foi para o Rangers, de Caixinha. Renato Santos continua no Boavista, mas chegou a falar-se do interesse do Sporting. André Moreira partiu cedo para o Atlético de Madrid e vai este ano jogar no Braga. Anderson Esiti foi para o Genk ainda antes do fecho de mercado e tem tubarões europeus à perna. Rafa Soares está de regresso ao Porto, onde Otávio foi a figura no primeiro terço da época, até se lesionar. De Gelson Martins nem vale a pena falar. Grimaldo é hoje um inquestionável valor do futebol português… Portanto, só Walter González, que marcou apenas cinco golos, não confirmou a aposta GoalPoint e regressou ao seu país.

Para 2017/18 propomo-nos a fazer exactamente o mesmo exercício. No máximo de um jogador por clube, indicar dez jovens que vão brilhar na próxima edição da Liga NOS e que só dificilmente não darão o salto no final da época… ou até antes.

Pedro Nuno (Tondela)

GoalPoint-Apostas-1718-Pedro-Nuno-Tondela

Pedro Nuno é um jovem médio-ofensivo português que pertence aos quadros do Benfica. Contratado à Académica a meio da época passada, o figueirense, que chegou a passar pelo Caixa Futebol Campus enquanto juvenil, foi prontamente emprestado ao Tondela e foi decisivo na recuperação fantástica conseguida pelo clube do distrito de Viseu.

Nos 16 jogos que efectuou, marcou dois golos, ofereceu outros três e mostrou o suficiente para merecer a nossa aposta. É certo que o Benfica tem João Carvalho como grande esperança para a posição, mas Pedro Nuno, apesar de não ter a mesma qualidade técnica, é um jogador mais objectivo, com uma grande capacidade de remate e visão de jogo não menos interessante.

Para além disso, Pedro Nuno é exímio a ganhar faltas em zonas perigosas, que ele próprio se encarrega de converter em golo ou em assistências, e é mais consistente que João Carvalho no apoio defensivo que dá aos seus companheiros. Uma aposta segura.

Ronaldo Peña (Moreirense)

GoalPoint-Apostas-1718-Pena-Moreirense

Até ao final da época passada, Ronaldo Peña não tinha muito para apresentar como currículo, para além do nome de craque e de sete golos na quarta divisão de Espanha, ao serviço do Las Palmas B.

No entanto, tudo mudou para o Venezuelano este Verão, com a bela campanha que fez no mundial de sub-20 ao serviço selecção do seu país. Titular em quase todos os jogos na caminhada que levou os “vinotintos” à final, Peña anotou apenas um golo e uma assistência, mas mostrou pormenores que prometem impressionar a Liga Portuguesa.

Na sua selecção, Peña actuava no eixo central do ataque, mas o venezuelano é muito mais que um ponta-de-lança de área, e não será de espantar se Manuel Machado o colocar num dos flancos para tirar partido da velocidade e capacidade de desequilíbrio do jogador.

Matheus Pereira (Chaves)

GoalPoint-Apostas-1718-Matheus-Pereira-Chaves

Depois de dois anos com poucos minutos na equipa A do Sporting mas em que sempre foi mostrando na Segunda Liga (16 golos em 26 jogos) já estar num patamar bem acima daquela competição, Matheus Pereira tem finalmente uma real oportunidade de se mostrar na Liga NOS.

A oportunidade vai surgir em Chaves, onde tem tudo para crescer com Luís Castro e para se afirmar aos 21 anos como um dos jovens com maior potencial do futebol português. Matheus nasceu no Brasil mas poderá adquirir a nacionalidade portuguesa esta época, o que será uma excelente notícia para Rui Jorge. Isto se confirmar, como pensamos, os seus predicados.

Matheus compensa a cultura táctica que ainda lhe falta com grande velocidade, qualidade no um-para-um e ainda com uma capacidade muito boa na hora de finalizar. Só com muito azar não acabará a época no topo de alguns rankings estatísticos.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: UM “TUGA” DE 19 ANOS