A Liga NOS atingiu a décima jornada, uma ronda que muitas vezes segue de marco de análise de tendências da competição, com o acumular de jogos. Porém, não é essa a “praia” do nosso habitual “onze” da jornada, com base nos nossos GoalPoint Ratings. O que interessa é olhar para os melhores do último fim de semana, aqueles que em campo registaram desempenhos acima da média.

O destaque vai todo para o Sp. Braga, que coloca três nomes nesta lista, tantos quantos a soma dos “três grandes”. Aliás, Porto, Sporting e Benfica não se podem queixar de uma eventual falta de “democracia” desta equipa da jornada, pois cada um coloca aqui um elemento. O portista que integra este “onze” é tudo menos uma surpresa: Yacine Brahimi foi o melhor jogador da ronda e vai na terceira presença. O sportinguista é Rui Patrício, que surge pela segunda vez em três jornadas, e o benfiquista Luisão é estreia absoluta esta temporada.

Uma palavra ainda para o Portimonense que, após golear o Vitória de Setúbal, coloca dois jogadores nesta selecção. Na décima jornada apenas um jogador somou acima de 8.0, mas há sete que registaram 7.0 ou mais, o que denota um fim-de-semana de alto rendimentol. Vamos aos nossos “craques”.

GoalPoint-onze--Liga-NOS-201718-J10-infog
Clique para ampliar

 

Rui Patrício (Sporting) 6.5 – O guardião leonino fez um grande jogo em Vila do Conde. Com cinco defesas, o máximo registo da jornada, o internacional luso impediu o Rio Ave de marcar e foi base sólida para o triunfo sportinguista ao cair do pano.

Arnold (V. Setúbal) 7.7 – Após André Sousa tornar-se no primeiro jogador de campo do Vitória a integrar os “onzes” esta temporada, parece que os sadinos ganharam-lhe o gosto. Apesar da goleada em Portimão, Arnold foi o melhor lateral-direito, graças a um grande golo, a quatro dribles eficazes em outras tantas tentativas, cinco desarmes e oito intercepções – o máximo da ronda.

Bruno Viana (Sp. Braga) 7.0 – O primeiro jogador do Braga nesta equipa. O defesa-central foi o segundo melhor em campo no triunfo em casa com o Chaves e autor do único golo da partida. Registou 61 passes certos, o valor mais alto da jornada, e ainda cinco alívios.

Luisão (Benfica) 6.7 – Estreia absoluta de Luisão nos nossos “onzes” esta temporada. O central benfiquista foi o melhor em campo na vitória “encarnada” sobre o Feirense, graças a uma exibição sólida, na qual registou dez alívios, cinco intercepções e dois duelos aéreos ganhos nos dois que disputou.

Jefferson (Sp. Braga) 7.5 – Grande jogo de Jefferson na Pedreira, ante o Chaves. O brasileiro fez a assistência para o golo de Bruno Viana, mas não se ficou por aqui. Registou ainda quatro passes para finalização, três desarmes, quatro intercepções e 12 recuperações de posse.

Oriol Rosell (Portimonense) 7.0 – O espanhol arrancou um portentoso pontapé de fora da área para um grande golo, na recepção ao Vitória de Setúbal, seis minutos após o golo inaugural dos visitantes. Registou ainda um passe para finalização e três desarmes, contribuindo decisivamente para a vitória “gorda” da sua equipa.

Danilo (Sp. Braga) 6.8 – Esta é a segunda presença do médio-defensivo “arsenalista” nas nossas equipas da jornada. Frente ao Chaves, o brasileiro foi bem mais do que um “trinco”, ao realizar quatro remates, dois enquadrados, três dribles certos em quatro tentativas e quatro desarmes.

Yacine Brahimi (Porto) 8.1 – O argelino arrisca-se a terminar a época como o melhor jogador do campeonato, a este ritmo. Na visita ao Boavista, Brahimi até demorou a carburar, mas quando o conseguiu arrancou para uma prestação de grande nível, que lhe valeu um golo em dois remates (dois enquadrados), uma assistência, duas ocasiões flagrantes criadas, sete dribles eficazes (máximo da ronda) em nove tentativas e ainda cinco recuperações de posse.

André Sousa (Belenenses) 7.6 – O médio do Restelo está a fazer uma excelente temporada e vai na segunda nomeação para os nossos “onzes”, após a estreia na sétima ronda. O português registou o máximo de desarmes da jornada (7) na vitória lisboeta com o Moreirense, mas também três passes para finalização, dois cruzamentos eficazes em duas tentativas e oito recuperações de posse. Só lhe faltou o golo.

Fabrício (Portimonense) 6.7 – Grande partida do avançado brasileiro. O Portimonense goleou o Vitória de Setúbal e Fabrício fez dois golos nos quatro remates que totalizou, todos enquadrados. Ainda registou um passe para finalização, ganhou cinco de sete duelos aéreos e só não tem o rating mais elevado porque desperdiçou uma ocasião flagrante.

Rodrigo Pinho (Marítimo) 7.3 – O Marítimo ganhou em casa ao Tondela e Rodrigo Pinho foi o melhor em campo. O avançado marcou um golo em quatro remates, dois enquadrados, e registou ainda três desarmes e sete recuperações de posse. Uma exibição abnegada.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-10-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 10ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J10STATGPRMVP
1-0
0-1
2-0
3-0
0-3
1-0
1-0
1-3
5-2