A 11ª jornada da Liga NOS deixou o Porto mais sozinho no topo da classificação, com o Benfica a aproximar-se do segundo lugar do Sporting. As “águias” conseguiram vencer na partida teoricamente mais complicada para os “três grandes”, em Guimarães, mas, ainda assim, é o único candidato ao título sem qualquer jogador no “onze” da jornada, com base nos nossos GoalPoint Ratings.

Esta ronda, aliás, é pobre em presenças dos “grandes” nesta selecção. Apenas três jogadores integram esta equipa, dois do FC Porto, um do Sporting. E mesmo o Sporting de Braga, autor de uma excelente exibição em Alvalade, coloca somente um elemento, um jogador que começa a habituar todos à sua presença, pela época de qualidade que está a realizar. Nesta 11ª jornada não há qualquer repetente em relação à anterior, e nem os crónicos residentes, Jonas e Brahimi, figuram neste grupo.

Esta semana, dois clubes colocam dois atletas seus na nossa equipa. Para além do Porto, que já referimos, também o Rio Ave coloca uma dupla neste “onze”. Confira o “elenco”, que apresenta várias surpresas e é um dos mais “democráticos” dos últimos tempos.

GoalPoint-onze--Liga-NOS-201718-J11-infog
Clique para ampliar

 

Muriel (Belenenses) 7.3 – O Belenenses perdeu 2-0 com o Porto no Dragão, mas não foi pelo seu guarda-redes. Muriel fez um excelente jogo e evitou males maiores para a sua equipa, graças a oito defesas (máximo da jornada), seis delas a remates dentro da sua grande área, e a três saídas a soco.

Ricardo Esgaio (Sp. Braga) 7.1 – O lateral-direito do Braga regressou à casa que o fez jogador, mas isso não o intimidou. Perante o Sporting, foi o melhor da sua equipa, sendo decisivo na exibição personalizada do Sporting de Braga em Alvalade. Para além dos dois remates e um passe para finalização, esteve muito certo a defender e realizou um total espantoso de 19 acções defensivas – entre elas oito desarmes, recorde da ronda. Esta é a segunda presença de Esgaio neste “onze”, em 11 jornadas.

Raphael Rossi (Boavista) 7.3 – O Boavista perdeu por 3-2 em Tondela, mas esteve a ganhar por 2-0. O primeiro golo do encontro foi mesmo apontado pelo central Rossi, que assim regressa a um “onze” da jornada (segunda presença). Para além do golo, em três remates (dois enquadrados), o defesa ganhou dez de 14 duelos aéreos (máximo da jornada).

Marcelo (Rio Ave) 6.4 – Estreia absoluta na nossa equipa da jornada esta temporada. O central do Rio Ave esteve intransponível na visita ao Estoril Praia e contribuiu decisivamente para o triunfo da sua equipa. O brasileiro foi quem mais interagiu com a bola (89 toques) e realizou 13 acções defensivas, entre elas sete alívios.

Alex Telles (FC Porto) 7.0 – Quarta presença do lateral brasileiro. Telles esteve muito activo ante o Belenenses, a defender e a atacar. Para além de um remate (enquadrado), registou dois passes para finalização, fez dez cruzamentos de bola corrida (um eficaz), teve sucesso em duas de quatro tentativas de drible, colocou a bola 17 vezes na área “azul” e registou quatro desarmes e cinco intercepções.

Cláudio Falcão (Desp. Aves) 7.1 – Belo jogo de Falcão em Setúbal. O “trinco” foi decisivo na partida, ao apontar o único golo da vitória do Aves, mas no registo final estão também quatro remates (um enquadrado), quatro desarmes, três alívios e sete recuperações de posse.

Dener (Portimonense) 7.5 – O Portimonense continua a apresentar bom futebol e, desta feita, foi empatar 1-1 a Moreira de Cónegos. O médio Dener foi o autor do golo dos algarvios, nos quatro remates que realizou, um enquadrado. Criou ainda uma ocasião flagrante em três passes para finalização e realizou três desarmes.

Bruno Fernandes (Sporting) 8.0 – Numa noite leonina menos conseguida, Bruno Fernandes voltou a estar uns furos acima dos colegas de equipa e foi mesmo o salvador de um ponto. Não só marcou, de penálti, o golo que deu o empate ao Sporting, como fez mais quatro remates (três enquadrados), uma assistência em quatro passes para finalização e 11 recuperações de posse. Foi o melhor jogador da 11ª jornada da Liga NOS.

João Novais (Rio Ave) 7.7 – O segundo jogador do Rio Ave nesta equipa. João Novais foi fundamental no triunfo vilacondense no Estoril, graças a uma exibição que o viu rematar seis vezes, quatro delas enquadradas, e marcar um golo. O médio fez ainda a assistência para o outro tento dos visitantes.

Aboubakar (FC Porto) 6.9 – O camaronês voltou a marcar pelo Porto e merece a segunda presença nos nossos “onzes”. O toque subtil que fez a bola passar por cima de Muriel, para o 2-0, foi o culminar de uma boa exibição, na qual o avançado registou ainda uma ocasião flagrante criada em dois passes para finalização e dois dribles eficazes em duas tentativas.

Murilo (Tondela) 7.0 – Estar a perder 0-2 e vencer por 3-2, com a reviravolta a consumar-se em apenas oito minutos, não é para todos. Mas o Tondela conseguiu, em grande parte graças à excelente exibição de Murilo. O brasileiro bisou, aos 77 (de penalty) e 85 minutos, e terminou a partida com cinco remates, três deles enquadrados, um passe para finalização, dois cruzamentos eficazes em quatro e dois dribles certos em seis tentativas.

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-11-LIGA-NOS-201718-infog
Clique para ampliar

 

São estes os melhores da 11ª jornada da Liga NOS 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga NOS! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

LIGA NOS | J11STATGPRMVP
0-1
1-1
3-2
0-2
2-0
4-2
0-1
1-3
2-2