Bola ao ferro! Sempre que tal sucede, o adepto pensa em “azar”, mas há quem lhe chame “excesso de pontaria”. E se em Portugal há um candidato à Bota de Ouro (dos golos) em Bas Dost, a verdade é que também no capítulo da “bola ao barrote” temos um campeão.

GoalPoint-Moussa_Marega_2016_vs_Moussa_Marega_2015-infog
Clique para ampliar

Ainda recentemente demos conta da excelente época que Moussa Marega vem rubricando (clique na infografia anexa).O “dragão” vai aproveitando da melhor maneira o empréstimo ao Vitória de Guimarães para não só marcar golos como oferecer assistências, tendo já suplantado claramente a produção que o levou (em Janeiro de 2016) a assinar pelo FC Porto. No entanto, os números do franco-maliano poderiam ainda ser mais vistosos caso tivesse… um pouco mais de sorte.

No topo da Europa

Marega soma nada menos do que sete remates aos ferros na Liga NOS. E para que se perceba a exorbitância deste número, basta colocar o jogador ao lado não só dos que mais dele se aproximam na Liga NOS como também dos únicos dois atletas que o ultrapassam nas principais ligas europeias, Lewandowski e De Bryune, ambos ao serviço de equipas onde o a propensão para a ocorrência é directamente proporcional à ambição ofensiva e ao fluxo atacante.

GoalPoint-Marega-Bolas-aos-ferros-2017-infog
Clique para ampliar

Em jeito de comparação, e porque os “dragões” já surgem referidos com a presença de André Silva, podemos referir que Benfica e Sporting não vão além de duas bolas aos ferros por jogador, circunstância partilhada por Mitroglou, Bas Dost, Salvio, Gelson Martins, Adrien e Bruno César.

De qualquer forma, o “problema” de Marega acaba por ser menor do que o vivido por André Sousa (Belenenses), que, somando quatro bolas “na madeira”, ainda não saboreou uma única vez a sensação de marcar um golo na Liga 16/17, facto negativo em que, a nível europeu, é apenas ultrapassado pelo oficialmente “azarado” Jack Wilshere (emprestado pelo Arsenal ao Bournemouth), vítima de lesões recorrentes ao longo da carreira, que leva cinco “azares” na época, embora não deva somar mais nenhum devido a mais uma lesão grave.

Na próxima página: as equipas da Liga que atiram mais ao “ferro”