Num mês atipicamente curto devido ao regresso das selecções nacionais, destacou-se na Primeira Liga um treinador que se vai afirmando como uma das maiores surpresas da época: Nuno Manta. O treinador do Feirense, que já tinha ficado em segundo em Fevereiro, desta vez sobe mesmo ao lugar mais alto do pódio.

Liga NOS: Reviravoltas pintaram a Manta

Era Natal e o Feirense ocupava um preocupante 17º lugar na classificação da Liga NOS. José Mota foi despedido, e para tomar conta da equipa temporariamente foi escolhido Nuno Manta, homem da casa. O antigo adjunto não demorou a impressionar, vencendo o primeiro jogo, frente ao Paços de Ferreira, e empatando logo de seguida, no Dragão, o que lhe valeu um lugar definitivo ao leme da equipa de Santa Maria da Feira. A partir daí, Nuno Manta não desiludiu, e num mês de Março que se antevia difícil por começar com uma recepção ao líder Benfica, o jovem técnico perdeu com o campeão pela margem mínima e venceu os dois encontros seguintes com reviravoltas épicas, frente a Vitória de Setúbal e Chaves. O melhor do mês, merecidamente.

Na segunda posição ficou Jorge Simão. Apesar de o futebol do SC Braga continuar a não impressionar, Simão alcançou o seu primeiro mês imbatível ao serviço dos minhotos e consegue agora respirar melhor, quando já estava a sentir pressão do seu presidente. O mês de Abril, que vai contar recepções a FC Porto e Sporting, será decisivo para o seu futuro.

Quem continua a manter uma brilhante consistência são Pedro Martins e o seu Vitória. O empate em casa contra o “novo” Estoril de Pedro Emanuel pode ter surpreendido, mas em compensação os vimaranenses voltaram a roubar pontos ao Sporting, empatando em Alvalade. Pedro Martins mantém assim o segundo lugar na classificação geral.

RTG-Março-2017-PrimeiraLiga-Classificao
Clique para ampliar

A grande desilusão do mês foi Manuel Machado, que quase sem surpresa acabou demitido pela segunda vez esta época. No Arouca, o técnico vimaranense perdeu os cinco jogos que disputou, e dificilmente será “destronado” do posto de pior treinador da época na Liga NOS.

Na próxima página: o melhor da LedMan LigaPro e o “quadro de honra”