Outubro foi um mês atípico para os treinadores da Liga NOS. O facto de nenhum deles ter conseguido um percurso completamente imaculado e de vários terem tido percalços, fez com que o pódio apresentasse pontuações anormalmente baixas e até um estreante que disputou apenas um jogo.

Liga NOS: E vão duas em três

Pelo segundo mês consecutivo, Abel Ferreira foi o melhor treinador na Primeira Liga. Se considerarmos apenas as competições domésticas, Abel venceu os quatro jogos que disputou (três para o campeonato e um para a Taça de Portugal), saindo derrotado apenas do confronto com o Ludogorets da Liga Europa. Apesar dos 218 pontos negativos que descontou nesse jogo, Abel fez o suficiente “cá dentro” para ser o melhor de todos no último mês.

Em segundo lugar ficou o líder da classificação geral, Daniel Ramos. O Marítimo segue na quinta posição do campeonato e, em Outubro, apesar da derrota com o Vitória de Setúbal fora de portas, manteve os Barreiros como fortaleza, vencendo o Tondela e empatando com o campeão Benfica. A vitória na Taça de Portugal em São Torcato valeu mais um pontinhos.

A grande surpresa no “top 3” é Petit. Chamado a comandar o Paços de Ferreira após o despedimento de Vasco Seabra, o ex-treinador do Moreirense estreou-se a vencer na recepção ao Estoril e somou 237 pontos. Num mês normal não daria para tal, mas em Outubro foi o suficiente para esta menção honrosa.

RTG-Outubro-2017-PrimeiraLiga-Classificao
Clique para ampliar

Pela negativa o destaque vai para dois treinadores que acabaram despedidos e ainda não têm substituto. Manuel Machado foi o caso mais recente, após três derrotas nos três últimos jogos, e Pedro Emanuel teve a mesma sorte depois de uma sequência de oito derrotas, as quatro últimas sem qualquer golo marcado.

Na próxima página: o melhor da LedMan LigaPro e o “quadro de honra”