O lateral-esquerdo brasileiro Marcelo Hermes é o primeiro reforço oficialmente apresentado por um dos “três grandes” no mercado de Janeiro. Com a iminente saída de Álex Grimaldo, esta parece ser uma medida do Benfica já com o futuro em vista.

Oportunidade a “custo zero”

Hermes tem 21 anos, jogava no Grêmio de Porto Alegre, onde estava desde 2010, e estreou-se como sénior em 2015, pela mão de Luiz Felipe Scolari. No clube do Rio Grande do Sul nunca foi um titular indiscutível, fazendo apenas nove jogos na Serie A em 2015, aos quais juntou mais sete na última edição do Brasileirão.

Não sendo um jogador com grande cartel no Brasil, de onde ainda recentemente recomendámos Jorge (Flamengo) e Renê (Sport Recife) como melhores opções da mesma posição, Hermes tinha a vantagem de se encontrar em final de contrato, oportunidade que os “encarnados” aproveitaram sem grande risco de investimento.

Apesar de ter jogado pouco no último ano, Hermes conseguiu ainda assim registar dois golos e uma assistência nos poucos minutos que teve, e sagrou-se vencedor da Taça do Brasil, mesmo tendo participado em apenas dois jogos nessa prova.

GoalPoint-Benfica-Reforcos-Liga-NOS-201617-Marcelo-Hermes-infog
Clique para ampliar

Em relação a Grimaldo, Hermes tem características bem distintas. O espanhol é um jogador que gosta de progredir com a bola controlada e em triangulações com os colegas, enquanto o brasileiro aposta mais na velocidade para chegar à linha e cruzar, algo que faz com alguma qualidade (31% eficácia).

A falta de qualidade individual na progressão com bola nota-se num menor número de dribles eficazes, e Hermes completa apenas 32% das suas tentativas e 72% dos seus passes no meio-campo contrário, enquanto Grimaldo tem números correspondentes de 40% e 77%, respectivamente.

Mas também a defender há diferenças. É raro ver Grimaldo aliviar uma bola a despropósito, e quando o faz é sobretudo de cabeça, enquanto Hermes não hesita em utilizar esse recurso. Pelo baixo número de intercepções também se percebe que o brasileiro tem mais dificuldade em antecipar os lances, optando na maioria das vezes por ir ao chão desarmar, algo que faz com que incorra num número de faltas bem maior do que o espanhol.

A precisar de rodagem

Pelo pouco risco que envolve e pela idade do jogador, a contratação de Hermes não é completamente descabida. No entanto, o brasileiro não dá indicações estatísticas de estar imediatamente pronto para agarrar um lugar no plantel.

Havendo Grimaldo, Eliseu, e até mesmo André Almeida, que se tem mostrado à altura, faria sentido ver Hermes em acção por empréstimo noutro clube da Liga NOS, até avaliar se pode vir a ter valor para o plantel do Benfica.

Para já, tudo indica que estamos na presença de um jogador que precisa de minutos para acelerar o natural processo de adaptação, mas também a evolução em vários aspectos do seu jogo.

Confira as análises a outros reforços do Benfica para 2016/17:

⚽ Rafa Silva
⚽ Danilo
⚽ 
Franco Cervi

 André Horta

  • Mustafa Munir

    Eu vi o Hermes jogar, ele é muito bom, ele só saiu do Grêmio pois teve problemas de contrato com a diretoria, ele é muito rápido e defende muito bem o lado esquerdo, porém, às vezes ele demora para passar a bola, o que ele vai aprender a fazer em Portugal.

  • Hugo Barradas

    Sabendo que Grimaldo é a primeira opção gostava de ver um estudo entre Eliseu e o Hermes para ver qual tem melhor estatistica…