O Sporting foi este ano a Espanha realizar as vendas e compras mais destacadas para refazer o seu plantel para a nova temporada. E reforçou o seu contingente argentino com a contratação de Acuña e o regresso de Jonathan Silva. A formação leonina pode este ano montar um “onze” base para disputar o título a falar espanhol.

Se juntarmos os reforços contratados em Espanha e na Argentina aos jogadores leoninos que falam castelhano como língua materna ou jogaram na Liga espanhola, o Sporting poderia construir um “onze” capaz de disputar o título até ao fim. Vai uma aposta? Até lhe oferecemos um código promocional Betclic.

Ao todo foram três jogadores da primeira divisão espanhola que decidiram assinar este ano pelos “leões”: Piccini, Mathieu e a contratação mais falada do Sporting, o lateral português Fábio Coentrão, que chegou por empréstimo do Real Madrid.

Coentrão, de 29 anos, regressa a Lisboa para tentar recuperar a forma no seu país natal e deixar para trás as constantes lesões que marcaram as últimas temporadas no Santiago Bernabéu.

Coentrão vai disputar o lado esquerdo da defesa com o argentino Jonathan Silva, que regressou ao Sporting após um período de empréstimo no Boca Juniors.

Do Barcelona chegou o defesa-central francês Jérémy Mathieu, que trocou a formação “blaugrana” pelos “leões”, após três temporadas no Camp Nou. Mathieu, de 33 anos, foi contratado pelo Sporting após rescindir o contrato com o Barça.

Espera-se que Mathieu forme dupla na defesa do Sporting com o internacional uruguaio Sebastián Coates, o único componente da linha defensiva do ano passado que, a priori, se manterá no “onze” titular.

A vaga do lado direito da defesa será ocupada pelo italiano Cristiano Piccini, que muda o verde e branco do Bétis pelo do Sporting. Piccini, de 24 anos e formado na Fiorentina, chegou este verão à equipa comandada por Jorge Jesus após passar três temporadas em Sevilha.

No contingente de jogadores que falam castelhano como língua materna no Sporting há ainda dois jogadores que não têm lugar garantido no plantel para este ano. O costa-riquenho Bryan Ruiz, que está na lista de dispensas de Jorge Jesus, ainda não tem a situação resolvida e já anunciou que se vai apresentar em Alvalade. O ponta-de-lança colombiano Leonardo Ruiz deu nas vistas no estágio na Suíça, mas foi emprestado ao Boavista.

Com estes jogadores, o Sporting poderia assim montar um “onze espanhol” de respeito. Vejamos:

GR: Beto (POR), 4 anos no Sevilha FC (duas Ligas Europa no currículo)

DD: Cristiano Picini (ITA), 4 anos no Bétis de Sevilha

DC: Sebastien Coates (URU)

DC: Jeremy Mathieu (FRA), 3 épocas no Valência, 2 no Barcelona

DE: Jonhathan Silva (ARG)

MD: Rodrigo Batagglia (ARG)

MC: Fábio Coentrão (POR), 5 épocas no Real Madrid

MC: Bryan Ruiz (CR)

MC: Marcos Acuña (ARG)

AC: Alan Ruiz (ARG)

PL: Leonardo Ruiz (COL)

Talvez com esquerdinos a mais e sem um ponta de lança de créditos firmados, este é ainda assim um “onze” de respeito, capaz de arrancar uns “olés” às bancadas.

Mas sem Bas Dost, Gelson Martins, Bruno Fernandes e Rui Patrício seria capaz de chegar ao tão ambicionado título? Aceitam-se apostas!

PARTILHAR
GP Factory
A GP Content Factory prepara e publica os conteúdos da responsabilidade das marcas que apoiam o GoalPoint na sua missão de lhe oferecer os melhores conteúdos de análise de futebol.