GoalPoint-Porto-Moreirense-LIGA-NOS-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Porto-Moreirense-LIGA-NOS-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Porto-Moreirense-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar

O FC Porto recebeu e venceu o Moreirense por esclarecedores 3-0, igualando Benfica, Sporting e Rio Ave no topo da tabela classificativa. Vincent Aboubakar foi o herói da noite ao apontar os três golos dos “dragões”, numa partida em que os cónegos foram meros espectadores, como se demonstra pelo facto de 11 jogadores portistas terem conseguido nota superior a 6.0 no  GoalPoint Ratings – algo inédito esta época na Liga NOS.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Como seria de esperar, o FC Porto encostou o Moreirense às cordas no período inicial, através de uma pressão verdadeiramente sufocante sobre os cónegos. Nos primeiros 15 minutos os “dragões” usufruíram de 84% de posse, quatro cantos e quatro remates, dois deles enquadrados. O Moreirense não conseguia libertar-se da teia montada pelo adversário, contabilizando 19 passes, dos quais apenas três foram eficazes (!).
  • E foi então que a persistência do FC Porto rendeu frutos. Aos 18 minutos, Aboubakar surgiu sozinho no meio dos centrais do Moreirense e cabeceou para o fundo da baliza, após um cruzamento teleguiado vindo dos pés de Alex Telles. Três minutos depois o avançado camaronês apenas teve de encostar para fazer golo, numa jogada de insistência que começou num erro do adversário, que não conseguia sair a jogar.

  • Mesmo sem ter tido qualquer influência nos golos, havia três outros jogadores que davam nas vistas em campo: Danilo PereiraÓliver Torres e Corona. O primeiro levava dois remates enquadrados em 30 minutos – tantos quanto Aboubakar -, enquanto os demais tinham dois passes para finalização.
  • Intervalo Sem surpresas o FC Porto regressava ao balneário a liderar em todos os aspectos, com uns impressionantes 75% de posse de bola e já sete remates enquadrados, contra apenas um disparo à baliza por parte do adversário (um remate de longe de Semedo que Iker Casillas segurou sem problema). Aboubakar, o autor dos dois golos portistas, surgia à cabeça do GoalPoint Ratings com nota 7.1 , graças aos dois remates certeiros e ainda a uma eficácia de passe de 93%. Logo atrás, com 6.9, aparecia Alex Telles, com três passes para finalização, um deles resultante em assistência, 25 passes certos em 26 tentativas e 13 bolas colocadas na área adversária. O melhor do Moreirense era mesmo o guarda-redes Jhonatan 6.5, com cinco defesas e duas saídas pelo solo eficazes.

  • O segundo tempo trouxe um Moreirense de cara lavada. A equipa visitante, que fez duas alterações ao intervalo, teve 53% de posse de bola nos primeiros 15 minutos, período em que até fez mais passes do que o adversário (76-65). Ainda assim, o único remate durante este período pertenceu aos “dragões” que, no entanto, descansavam à sombra da vantagem alcançada.

  • Aos 71 minutos, Marega teve nos pés a oportunidade de fazer o 3-0, mas viu a barra negar-lhe o golo. O internacional maliano era o jogador portista com mais remates, cinco, embora apenas um enquadrado com a baliza de Jhonatan.

  • Não deu Marega, deu Aboubakar. O camaronês aproveitou uma desatenção de André Micael para ganhar posição e rematar rasteiro para o fundo da baliza, ainda antes da grande área. Quarto golo no campeonato para o avançado portista, que iguala Jonas no topo da lista dos melhores marcadores.
  • Ainda antes do apito final, destaque para uma boa defesa de Iker Casillas, a sua segunda nesta partida, a negar o golo a Arsénio com um espectacular voo, mantendo, assim, o seu registo imaculado de início da época.

O Homem do Jogo 👑

Após excelentes exibições individuais de Bruno Fernandes e Jonas nas outras partidas dos “grandes”, Vincent Aboubakar não quis ficar atrás e assinou um “hat-trick”, aproveitando os três disparos que conseguiu enquadrar com a baliza. Para além disso, o camaronês conseguiu dois passes para finalização e venceu três dos seis duelos que disputou. Tudo somado o avançado portista foi o homem do jogo no GoalPoint Ratings, com nota 8.5.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Alex Telles 7.9 – Nova partida de grande entrega do lateral brasileiro, que teve influência directa num dos golos da sua equipa. Somou três passes para finalização, foi eficazes em seis dos seus 11 cruzamentos, falhou apenas três das suas 45 entregas, colocou a bola na área contrária 21 vezes e somou quatro desarmes.
  • Jhonatan 6.8 – Sofreu três golos, mas ainda assim foi o melhor jogador do Moreirense. Fez seis defesas ao todo, cinco delas a remates de dentro da área, duas saídas a soco e três saídas eficazes pelo solo.
  • Maxi Pereira 6.4 – Rendeu Ricardo Pereira na lateral-direita e não se deu mal. Nenhum dos seus três remates foi enquadrado, é certo, mas somou três passes para finalização, 82 toques e 45 entregas eficazes.
  • Brahimi 6.1 – Esteve apenas 45 minutos em campo, mas deixou a sua marca. Fez dois passes para finalização, foi feliz nos dois dribles que executou, um deles na área adversária, recuperou a bola cinco vezes e certou 31 dos 38 passes que fez.
  • Peña 3.8 – O pior jogador da tarde. Esteve em campo 70 minutos, mas fez apenas 11 passes e tocou na bola 21 vezes. Não venceu nenhum dos cinco duelos que disputou, controlou mal a bola duas vezes e cometeu três faltas.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner