O País de Gales venceu hoje a Bélgica por 3-1 e é o próximo adversário de Portugal, nas meias-finais do Euro 2016. Depois da Suécia em 1992, os galeses são a primeira selecção a chegar às meias-finais na estreia na prova.

Nainggolan´s on fire…

“Nainggolan’s on fire, your defense is terrified!”. Deve ter sido este conhecido cântico que ecoou na mente dos defesas galeses, por volta dos 12 minutos de jogo. A Bélgica entrou com tudo e aos 20 minutos já levava quatro remates, três deles enquadrados com a baliza galesa.

O primeiro golo da noite, aliás um “senhor golo” da selecção belga saiu dos pés do “exótico” Naingogolan, num potente remate de fora da área.

Mas ao contrário do que seria de esperar, foram os “dragões” de Gareth Bale a crescer com o golo adversário.

Com Aaron Ramsey em grande destaque (dois remates e cinco passes para ocasião) o conjunto galês conseguiu chegar ao empate ainda antes do intervalo, através de Ashley Williams.

 Ramsey “Bale” por três

A Bélgica voltou a entrar bem no jogo, dispondo de várias oportunidades para reassumir a liderança no início do segundo tempo. Mas se o talento fluía em jogadores como Lukaku, De Bruyne e EHazard, o mesmo não se pode dizer da objectividade da sua finalização. Mais tarde viria a “factura”.

Ramsey cansou-se de tanto desperdício e decidiu provar aos belgas como se faz, conduzindo uma excelente jogada pela direita e cruzando para Robson-Kanu que, após driblar três defesas, fuzilou Courtois e colocou Gales em vantagem.

O País de Gales preparava-se assim para acrescentar mais um vitorioso capítulo à sua recente história de sucesso, não sem antes a Bélgica dar o tudo por tudo… sem sucesso.

E melhor escrito ficou esse capítulo, quando Sam Vokes (vindo do banco) respondeu da melhor maneira (de cabeça) a um cruzamento de Chris Gunter, colocando um ponto final no resultado e na eliminatória.

Aaron Ramsey foi, sem surpresa, o melhor em campo, segundo o GoalPoint Rating com 7.5. Destaque para as duas assistências saídas dos seis passes para ocasião que realizou . O galês venceu ainda cinco duelos e recuperou quatro vezes a posse. Um jogão que (felizmente) não poderá reproduzir frente a Portugal, por motivos disciplinares.

Factos Estatísticos GoalPoint:

  • A média de idades da equipa inicial da Bélgica foi de apenas 24 anos e 242 dias. A mais baixa média do Europeu desde o Jugoslávia (vs. Itália) em 1968 (23 anos e 170 dias).
  • Eden Hazard e Aaron Ramsey são os primeiros jogadores a somar quatro assistências um torneio desde o nosso conhecido Drulovic no Euro 2000.
  • Aaron Ramsey é o primeiro britânico a estar envolvido em cinco golos num Europeu, desde Wayne Rooney em 2004.
  • Os galeses são já a selecção que mais golos marcou neste Euro 2016 (10).

O País de Gales será o próximo adversário de Portugal nas meias-finais do Euro 2016,  em jogo a disputar na próxima quarta-feira (6 de Julho), pelas 20 horas.

GoalPoint | País de Gales vs Bélgica | Ratings | Euro 2016
Clique para ampliar

GoalPoint | País de Gales vs Bélgica | MVP | Euro 2016
Clique para ampliar

GoalPoint | País de Gales vs Bélgica | 1 Parte | Euro 2016
Clique para ampliar
GoalPoint | País de Gales vs Bélgica | MVP | Euro 2016
Clique para ampliar