Ainda no início desta semana destacámos, mais uma vez, um facto já habitual em Yacine Brahimi. O argelino está invariavelmente entre os melhores dribladores de qualquer competição que participe e, apesar da derrota com o RB Leipzig, essa sua posição na Liga dos Campeões 2017/18 até saiu reforçada.

#JogadorEquipaDribles eficazes / 90mEficácia nas tentativas
1BrahimiPorto7,454%
2NeymarBarcelona7,356%
3MartialMan Utd6,967%
4HazardChelsea5,775%
5ManéLiverpool5,047%
26GrimaldoBenfica2,873%
73GelsonSporting1,631%

Mínimo de 140 minutos jogados na Champions League 17/18
Fonte: GoalPoint / Opta

Mas se a presença de Brahimi entre os melhores dribladores é motivo de orgulho para os portistas, o que os “azuis-e-brancos” não esperariam era ter, neste momento, um jogador a liderar o ranking dos mais… driblados.

#JogadorEquipaDesarmes falhados / 90mEficácia no desarme
1HerreraPorto5,433%
2HerreraMan Utd5,029%
3AllanNapoli4,242%
4KantéChelsea4,246%
5DzagoevCSKA3,714%
12PizziBenfica3,047%
18B. FernandesSporting2,743%

Mínimo de 140 minutos jogados na Champions League 17/18
Fonte: GoalPoint / Opta

Pois é, Héctor Herrera (que curiosamente é secundado por outro Herrera) já foi driblado dez vezes nesta edição da “Champions”, e tendo em conta que jogou apenas 168 minutos, isso faz dele o jogador mais driblado a cada 90 minutos. Mais, de todas as tentativas de desarme que fez, só 33% foram bem-sucedidas, números que ajudam a explicar o facto de ser neste momento o “dragão” com pior GoalPoint Rating 4.69 na prova.

Como nota de curiosidade, já foram seis os jogadores que fintaram o mexicano. Emil Forsberg e Naby Keita do RB Leipzig fizeram-nos por duas vezes, assim como Rachid Ghezzal e Thomas Lemar, do Mónaco.

Em tom de brincadeira fica uma sugestão para Sérgio Conceição: Que tal colocar Herrera a lateral-direito nas “peladinhas”? Melhor treino possível não teria.