ALiga dos Campeões entrou na segunda metade da fase de grupos, cujos jogos assumem já um carácter decisivo. Numa ronda de algumas surpresas, nota para o facto de quatro equipas já terem garantido a presença no sorteio de 11 de Dezembro dos oitavos-de-final: Bayern, Paris Saint-Germain, Manchester City e Tottenham.

Nesta quarta jornada, o “onze” GoalPoint Ratings destacou, finalmente, um jogador português pela primeira vez esta temporada, e logo de uma equipa lusa, o FC Porto. Danilo Pereira merece a presença no meio-campo da nossa equipa graças a uma exibição em cheio ante o Leipzig, jogo no qual apontou um golo e anotou uma assistência, para lá do seu contributo habitual no cumprimento da sua função primária. Quanto aos restantes jogadores, apenas um repete a presença da terceira jornada, Hugo Lloris, do Tottenham, um dos grandes responsáveis pelo triunfo dos “spurs”, que inclusive melhorou o seu rating relativamente à ronda anterior.

Esta semana não há qualquer jogador com nota inferior a 7.1, o que denota a qualidade das exibições individuais que se verificaram terça e quarta-feira. Aliás, registaram-se quatro acima dos 8.0 e dois jogadores atingiram 9.0. O Paris Saint-Germain é o clube com mais representantes, três, seguindo-se Sevilha e Tottenham com dois. E desta feita temos dois jogadores que se destacam como os melhores da jornada.

Confira os “onze” melhores da quarta jornada da Liga dos Campeões 2017/18.

GoalPoint-Onze-Champions-201718-J4-infog
Clique para ampliar

Hugo Lloris (Tottenham) 8.2 – O guarda-redes dos “spurs” é o único repetente da jornada anterior, e melhorou numa décima o seu rating. Na recepção ao Real Madrid, o francês fez uma exibição portentosa que ajudou os ingleses a baterem os “merengues” por 3-1, com oito defesas, quatro delas a remates dentro da grande área, e ainda uma intercepção e um alívio. Um muro.

Dani Alves (Paris SG) 7.5 – O lateral brasileiro do PSG teve números de autêntico extremo. O jogo foi fácil para os gauleses, que golearam o Anderlecht por 5-0, e Alves terminou com registos impressionantes: dois remates, cinco passes para finalização, três cruzamentos eficazes em oito tentativas, 91% de eficácia de passe, 111 interacções com a bola (o máximo da partida), oito “bolas” colocadas na área contrária, 11 recuperações de posse e sete acções defensivas.

John Stones (Man City) 7.1 – O City tinha uma deslocação complicada a Nápoles, mas sobreviveu ao “inferno” de San Paolo, muito por culpa de John Stones. O central inglês realizou uma exibição consistente, a defender e a atacar, pois marcou um golo em dois remates, realizou seis recuperações de posse e seis alívios, e provocou três foras-de-jogo.

Clément Lenglet (Sevilha) 7.4 – Em Sevilha também mora um central goleador. O francês de 22 anos marcou um dos tentos do triunfo espanhol na recepção ao Spartak de Moscovo, e terminou com 94% de eficácia de passe, a totalidade de duelos aéreos ganhos (3), duas intercepções, três alívios e dois bloqueios de remate. Uma exibição completa.

Layvin Kurzawa (Paris SG) 8.4 – Um lateral-esquerdo fazer um “hat-trick” na Liga dos Campeões é coisa rara, mas o francês de 25 anos fez isso mesmo ante o Anderlecht, nos três únicos remates que realizou na partida.

Danilo Pereira (FC Porto) 7.8 – Grande exibição do esteio portista. Danilo Pereira fez um golo, assistiu Herrera para o 1-0, fez três remates (um enquadrado), terminou com uma eficácia de passe de 86% e ainda registou quatro intercepções, dois bloqueios de remate e ganhou três de quatro duelos aéreos. Uma verdadeira exibição de nível Champions.

Gabi (Atlético) 7.4 – Uma das surpresas da semana foi mesmo o empate caseiro do Atlético de Madrid, 1-1, com o Qarabag. Ainda assim, do lado dos “colchoneros” houve algumas boas exibições, como a de Gabi. O médio fez três remates (um enquadrado) e registou cinco passes para finalização. Terminou a partida com 131 interacções com a bola, o máximo do jogo, e por 18 vezes colocou-a na área contrária. Merecia mais do resultado.

Marlos (Shakhtar) 9.0 – O melhor da jornada… a par de Neymar (já lá vamos). O brasileiro realizou uma partida extraordinária ante o Feyenoord, sendo autor de dois golos em quatro remates (três enquadrados), uma ocasião flagrante em cinco passes para finalização, e ainda registou dois dribles eficazes em quatro.

Neymar (Paris SG) 9.0 – O melhor da jornada… a par de Marlos. De Neymar espera-se sempre algo diferente ou uma exibição de encher o olho, e foi isso que aconteceu ante o Anderlecht. O mágico brasileiro fez um golo (e que golo) em oito remates (três enquadrados). Foi, aliás, o jogador com mais disparos nesta ronda, e também com mais dribles eficazes, oito em 13 tentativas (não, desta vez não foi Brahimi). E ainda fez quatro passes para finalização e recuperou sete vezes a posse.

Éver Banega (Sevilha) 7.6 – O médio/avançado do Sevilha esteve em todas ante o Spartak. Para além do golo que marcou, fez uma assistência em dois passes para finalização, completou cinco de seis tentativas de drible e recuperou a posse nove vezes.

Delle Ali (Tottenham) 7.1 – O habitualmente médio-ofensivo do Tottenham tem apetência pelo golo, pelo que Mauricio Pochettino tem-no colocado em posições cada vez mais adiantadas no terreno. Ante o Real Madrid, o seu posicionamento nas costas de Harry Kane, praticamente a ponta-de-lança, baralhou as contas de Zinédine Zidane e deu frutos. O inglês precisou de apenas três remates para fazer dois golos ao Real Madrid, e ainda teve sucesso em cinco de sete tentativas de drible, ganhou 12 de 23 duelos e fez quatro desarmes. Uma máquina!

Fechamos com os jogadores que lideraram o nosso “barómetro” de variáveis nesta jornada:

GoalPoint-Tops-Jornada-4-Champions-League-201718-infog
Clique para ampliar

São estes os melhores da 4ª jornada da Liga dos Campeões 17/18, parabéns!

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro das principais competições! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”.

UCL 17/18 J4STATGPRMVP
2-0
1-1
0-0
1-2
3-0
1-1
5-0
1-2
1-1
2-4
3-1
2-1
3-0
3-1
1-1
3-1