A fase de grupos da Liga dos Campeões 2017/18 chegou ao fim, com os “tubarões” do costume a seguirem em frente, mas com uma ou outra surpresa pelo caminho, como a eliminação do Atlético de Madrid. Entre os clubes portugueses, apenas o FC Porto seguiu para os oitavos-de-final, enquanto o se Sporting transferiu para a Liga Europa e o Benfica teve uma participação para esquecer, com seis derrotas.

Ao longo da fase de grupos, o FC Porto foi o único emblema português que conseguiu colocar jogadores nas equipas da jornada (dois, Felipe e Danilo Pereira), mas tal não foi suficiente para serem representado no “onze” desta fase. Ainda assim, registam-se alguns nomes que não figurariam nas melhores apostas, como o guarda-redes de uma equipa do Azerbaijão e, no total, três atletas de formações que ficaram pelo caminho na prova.

Mas vamos aos nossos destaques, com base nos GoalPoint Ratings ao longo das seis jornadas que foram disputadas.

GoalPoint-Best-of-Champions-201718-Fase-Grupos-infog
Clique para ampliar

Ibrahim Šehić (Qarabag) 6.58– O guarda-redes não evitou o último lugar dos azeris no Grupo C, mas terminou como o guardião com mais defesas a cada 90 minutos (5,7) e mais saídas pelo ar (1,5 p/90 minutos), todas eficazes.

Alexander-Arnold (Liverpool) 6.66 – O jovem lateral-direito, de apenas 19 anos, brilhou a grande altura. Num Liverpool muito ofensivo e goleador, o inglês fez um golo e registou uma assistência em quatro partidas, criou duas ocasiões flagrantes e foi o segundo defesa-direito com mais cruzamentos de bola corrida: 5,9 por cada 90 minutos.

John Stones (Man City) 6.92 – O melhor central desta fase de grupos. O jogador do City não foi só um esteio a defender como fez a diferença na frente. Em quatro partidas fez três golos.

Javi Martínez (Bayern M.) 6.41 – A jogar a central ou a médio-defensivo, o basco esteve em destaque nos bávaros. Em quatro jogos, marcou um golo e registou 2,4 remates enquadrados a cada 90 minutos, com uma média de 1,2 enquadrados.

Filipe Luís (Atlético) 6.26 – O Atlético transitou para a Liga Europa, mas o brasileiro esteve em destaque. Terminou como o defesa-esquerdo com mais desarmes por 90 minutos (3,7) e o segundo com mais passes para finalização (2,0).

Naby Keita (Leipzig) 7.04 – O rating de 8.8 na última jornada da fase de grupos, na qual marcou um golo, ajudou na presença nesta equipa. Porém, o médio-defensivo manteve quase sempre a bitola elevada. Terminou a campanha com dois golos e duas ocasiões flagrantes criadas, foi o jogador na sua posição com mais dribles completos (4,8 em 6,3 tentativas por 90 minutos), o terceiro com mais intercepções (2,8) e o quarto com mais recuperações de posse (10,1).

Philippe Coutinho (Liverpool) 8.59 – O melhor jogador da fase de grupos. O brasileiro deslumbrou com a sua apurada técnica individual, registando 6,2 tentativas de drible por 90 minutos, com 71% de eficácia. E, em cinco jogos, marcou outros tantos golos (três deles na sexta jornada, diante do Spartak) e registou duas assistências. Foi o único jogador a atingir um rating de 10.0, à terceira jornada.

Raheem Sterling (Man City) 7.51 – A “gazela” do City está em grande forma. O extremo tem faro de golo e, em cinco partidas, marcou quatro golos e criou uma ocasião flagrante.

Neymar (Paris SG) 7.60 – O brasileiro não pára de brilhar pelo PSG, e, em seis partidas, marcou outros tantos golos e fez três assistências. O rating de 9.8 foi o ponto alto da campanha do atacante “canarinho”, à quinta jornada, sendo que o 5.5 na sexta, em Munique, “estragou-lhe” a média.

Eden Hazard (Chelsea) 7.59 – O belga nem sempre é um jogador regular, mas na Liga dos Campeões tem estado a um nível elevado. Em seis partidas, marcou três golos e fez duas assistências, e foi sempre uma fonte de perigo, com cinco ocasiões flagrantes criadas.

Harry Kane (Tottenham) 7.60 – A magnífica campanha do Tottenham nesta fase de grupos tem um nome principal: Harry Kane. O ponta-de-lança inglês arrasou, com seis golos, duas assistências e três ocasiões flagrantes criadas em cinco jogos.

O “onze” das equipas portuguesas

GoalPoint-Best-of-Champions 201718-Fase-Grupos-Equipas-PT-infog
Clique para ampliar
  • O FC Porto teve uma excelente prestação nesta fase de grupos, e isso mesmo está reflectido nos ratings. No “onze” de jogadores dos três emblemas lusos, os “dragões” dominam, com sete jogadores, entre eles o melhor, Yacine Brahimi, e o outro único jogador “cá do burgo” que supera a barreira dos 6.0, Alex Telles.
  • O Sporting passou à Liga Europa, mas teve uma prestação meritória, com três representantes. Naturalmente, Rui Patrício é um deles, mas nesta lista está também o “leão” mais em destaque esta temporada na Liga NOS, Bruno Fernandes.
  • A péssima participação do Benfica fica patente neste “onze”. Apenas uma presença, a de Zivkovic.

Confira, jogo a jogo, os números que justificam a eleição dos melhores, na tabela de acompanhamento dos jogos GoalPoint, actualizada poucos minutos após o término de cada encontro da Liga dos Campeões! Pode também encontrar todo o histórico da época neste “link”, incluindo Champions e Liga NOS.

UCL 17/18 J6STATGPRMVP
2-1
0-2
2-0
0-2
1-1
1-0
3-1
0-1
2-1
2-1
1-1
7-0
1-2
5-2
3-2
3-0