Após a pausa forçada para os trabalhos das selecções nacionais, os grandes campeonatos europeus voltaram. Um dos nomes que teve em destaque na sua selecção por não jogar foi destaque pelo seu clube, num dos jogos grandes do fim-de-semana.

MAX KRUSE (Werder Bremen) 9.7

GoalPoint-Werder Bremen-Hannover-German-Bundesliga-201718-MVP
Clique para ampliar

O futebol tem destas coisas. Max Kruse, ponta-de-lança alemão já com uma extensa história, ainda não tinha marcado qualquer golo esta época. Qual a melhor maneira de responder a uma “seca” de golos? Com um “hat-trick”, claro.

Foi isso que fez Kruse contra o Hannover, mas ainda lhe juntou a assistência para o outro golo. Uma exibição de encher o olho, com um invulgar número (pelo menos para um ponta-de-lança) de 65 acções com bola.

 

EDEN HAZARD (Chelsea) 8.6

GoalPoint-West Brom-Chelsea-English-Premier-League-201718-MVP
Clique para ampliar

Não está a ser uma época muito feliz para o Chelsea, mas o belga Eden Hazard, sempre que joga, tem-se mantido imune à baixa de forma do campeão inglês.

Na casa do WBA, Hazard anotou dois dos quatro golos da sua equipa, ambos após bons trabalhos dentro da área. A maneira como tira adversários da frente é mesmo a sua especialidade, e isso ficou demonstrado também neste jogo. Foram sete dribles eficazes em nove tentativas, aumentando a sua média desta época para 5,2 eficazes a cada 90 minutos, com 69% de acerto médio.

 

LORENZO INSIGNE (Napoli) 8.3

GoalPoint-Nápoles-AC Milan-Italian-Serie-A-201718-MVP
Clique para ampliar

Com que então Giampiero Ventura achou que estaria mais perto de eliminar a Suécia sem ele? A resposta, se é que tinha que ser dada, ficou bem patente na recepção dos napolitanos ao Milan.

Insigne marcou o primeiro golo do jogo após se isolar frente a Donnarumma, e ainda foi o jogador com mais remates enquadrados (três), passes para finalização (três) e dribles eficazes (três). Daniele De Rossi é que tinha razão.

 

EDINSON CAVANI (Paris SG) 8.2

GoalPoint-Paris SG-Nantes-French-Ligue-1-201718-MVP
Clique para ampliar

Prossegue o “passeio” dos parisienses na Liga francesa. Desta vez não houve Mbappé e Neymar esteve um pouco mais desinspirado que o habitual com 6.5, mas estava lá Cavani.

O uruguaio somou cinco remates, quatro deles à baliza e dois a terminarem lá dentro, mas ainda assistiu os seus colegas com três passes para finalização e falhou apenas um passe durante todo o jogo. Siga a caminhada.

 

MORGAN SANSON (Marseille) 8.2

GoalPoint-Bordeaux-Marseille-French-Ligue-1-201718-MVP
Clique para ampliar

Não são muitos os jogadores que se podem “gabar” de aparecer por aqui duas semanas seguidas, mas Morgan Sanson pode agora juntar isso ao seu currículo.

Na deslocação a Bordéus, o francês foi a grande figura da partida ao marcar o golo do empate no último minuto da compensação, mas o seu jogo foi bem mais do que isso. Criou quatro ocasiões de finalização, todas de bola corrida, foi também líder nas intercepções e não perdeu nenhum duelo aéreo.

 

QUADRO RESUMO:

GoalPoint-Tops-ot-EuroTops-Round-171121-infog
Clique para ampliar