Esta era uma semana com muitos jogos nos quais se esperava equilíbrio, e tal fazia prever uma razia nos GoalPoint Ratings mais elevados. No entanto, nada faria esperar que a melhor nota da semana não chegasse sequer aos 9.0.

As curiosidades não acabam por aqui e é também a primeira vez que do “top” fazem parte cinco jogadores de campeonatos diferentes. Isto tudo numa semana em que Adel Taarabt ficou em sétimo, a escassos 0.2 de entrar nos cinco melhores.

 

NABIL FEKIR (Lyon) 8.9

GoalPoint-Lyon-Monaco-French-Ligue-1-201718-MVP
Clique para ampliar

Só para contrariar a premissa descrita acima, a melhor exibição da semana surgiu num dos seus jogos mais quentes, e logo na sexta-feira!

Num grande jogo, que teve várias mudanças no resultado, Nabil Fekir já estava a ser estrela até que se “lembrou” de bater um livre do meio da rua ao minuto 95 e… golo! O francês já tinha marcado um e assistido para o outro, num total de sete passes para finalização em todo o jogo. Números fabulosos aos quais juntou ainda cinco faltas sofridas, o máximo do jogo.

 

THIAGO ALCÂNTARA (Bayern) 8.4

GoalPoint-Bayern-Freiburg-German-Bundesliga-201718-MVP
Clique para ampliar

Quem ainda duvida que estamos na presença do melhor centro-campista da actualidade deve ver este jogo. Juup Heynckes colocou-o novamente no seu melhor papel (não que jogue mal em algum) e Thiago correspondeu com um belo golo de fora da área e muita classe.

Não falhou nenhum drible, criou três situações de finalização aos seus colegas e esteve (como de costume) brilhante no capítulo do passe, acertando 93%, quase todos para zonas adiantadas do terreno e dez deles longos. Só Hummels o superou nas recuperações de posse (7).

 

PER MERTESACKER (Arsenal) 8.3

GoalPoint-Watford-Arsenal-English-Premier-League-201718-MVP
Clique para ampliar

Uma das maravilhas de atribuir classificações individuais desta forma é que até no meio do descalabro colectivo se conseguem encontrar e destacar prestações individuais fabulosas. Foi esse o caso de Mertesacker em Watford.

O Arsenal perdeu contra a equipa de Marco Silva, mas o central alemão não só marcou o golo dos “gunners”, como esteve fantástico a nível defensivo, travando (por exemplo) três remates dos “hornets”, contra nenhum de Petr Cech. Pelo ar, foram 13 os duelos que ganhou, entre os 15 que disputou.

 

IAGO ASPAS (Celta Vigo) 8.3

GoalPoint-Las Palmas-Celta-Spanish-La-Liga-201718-MVP
Clique para ampliar

A parte incrível desta história é que Iago Aspas ainda não tinha marcada um único golo esta época.

Em Las Palmas passou de zero para três, com três disparos “à ponta-de-lança” que afundaram a equipa de Pako Ayestarán. O espanhol não fez muito mais do que marcar os três golos, mas também não era preciso. Inspiradíssimos, Emre Mor e Pione Sisto fizeram o resto, numa grande exibição do Celta de Vigo.

 

LORENZO INSIGNE (Napoli) 8.3

GoalPoint-Roma-Nápoles-Italian-Serie-A-201718-MVP
Clique para ampliar

E chegou o nosso momento “jogador do Nápoles” da semana. Entre Insigne, Mertens ou Hamsik, um deles acaba por dar corpo ao brilhantismo de uma das melhores equipas europeias da actualidade. Desta vez coube ao italiano.

Insigne marcou o golo solitário da partida numa das suas seis tentativas, mas foi ainda o mais desequilibrador a criar e a driblar. Ao todo foram seis os seus dribles eficazes, sendo que três deles foram conseguidos dentro da área.

 

QUADRO RESUMO:

GoalPoint-Tops-ot-EuroTops-Round-171016-2-infog
Clique para ampliar