No último fim-de-semana levei os “putos” a ver o filme “Carros 3”. A expectativa era baixa (sobretudo após a fraca qualidade do segundo episódio), mas os sorrisos e uma curiosidade imprevista não tardaram ao perceber, não só que o filme iria envolver a chegada da análise estatística ao mundo das corridas de McQueen, como também pelo facto de a prole ter registado a particularidade de imediato. – “Papá, isto é o como o teu trabalho, não é?!” perguntou-me a “pequena” mais velha. Passados três anos de GoalPoint, até os pequenos já perceberam o que o pai anda a fazer desde que decidiu pegar numa “ideia estranha”, juntar-se a outros “pilotos de aventura” e meter mãos à obra.

Sobre o filme não irei falar muito mais, para não estragar os planos a ninguém, referindo apenas que, entre pneus, motores e análises estatísticas, acaba por prevalecer o talento, como não podia deixar de ser. E é precisamente o talento, mais propriamente a quantificação dos resultados que demonstram sua existência (ou carência), que nos propomos medir, partilhar e usar em benefício do futebol, desde sempre. Passados três anos, há quem nos aprecie, quem nos desvalorize e quem ainda não nos conheça, mas é incontornável sentir o entusiasmo de mais uma época que se aproxima, após mais um ano de contínuo crescimento, e recordando que, há 36 meses (imitando aqueles pais que continuam a contar meses quase até os “putos” irem para a tropa), nada do que fazemos existia no panorama do futebol português.

Aproximam-se meses com muitas novidades, na nossa tentativa de melhorar e oferecer mais informação, análise e também entretenimento, todos os dias, a quem nos segue. Retornando ao tema inicial, é ano de acelerar, à “Faísca”. Contamos convosco nesta “corrida” e agradecemos, sempre, a vossa preferência e as vossas críticas e ideias.

PARTILHAR
Pedro Cunha Ferreira
Desempenhou entre 2011 e 2013 os cargos de Secretário-Geral da SAD do Sporting Clube de Portugal, Director da Equipa B e da Academia Sporting. É um dos fundadores da GoalPoint Partners.