Clique para ampliar
Clique para ampliar
Clique para ampliar

O Benfica não quis ficar atrás do rival Sporting e também goleou por 5-0 na recepção ao Belenenses. Uma exibição de grande nível dos campeões nacionais a nível colectivo, abrilhantada por uma prestação de encher o olho de um dos intervenientes da partida: Jonas. O brasileiro apontou um “hat-trick” e ainda fez uma assistência, num jogo em que, pela primeira vez, um jogador atingiu um GoalPoint Rating de 10.0.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Entrada de rompante do Benfica, que chegou ao 1-0 logo aos dois minutos. Pizzi bateu um livre descaído para a direita e Jonas surgiu na grande área a cabecear para o golo. Foi o segundo tento do brasileiro em três jornadas da presente Liga NOS.

  • Golo madrugador que, de certa forma, condicionou o jogo. O Benfica como que abrandou cedo, apesar de ter chegado aos dez minutos com 65% de posse de bola, dois remates, ambos enquadrados, 62% de duelos ganhos. O Belenenses destacava-se nos cantos: dois.
  • Os homens do Restelo foram, aos poucos, tendo mais bola, embora ficasse a ideia de que as “águias” esperavam pelo seu adversário para apostarem nas transições. Por volta dos 25 minutos o Belenenses tinham já 41% de posse, dois remates, um enquadrado, mas sem criar perigo.
  • O 2-0 surgiu aos 28 minutos, numa avalanche ofensiva que teve, em catadupa, quatro remates. No último, o sétimo do Benfica na partida, Salvio colocou a bola junto ao poste esquerdo de Muriel, para um grande golo.
  • O 3-0, logo a seguir, aos 33 minutos, foi da autoria de Seferovic, que marcou o seu golinho da ordem num lance típico do suíço. Fugiu à marcação após passe em profundidade de Jonas, isolou-se e atirou a contar. Terceiro tento em três jogos para Seferovic.

  • Aos 42 minutos um dos momentos da noite. Jonas recuperou uma bola a 50 metros da baliza e tentou o chapéu a Muriel. A bola, caprichosamente, acertou no poste.
  • Intervalo Bom jogo do Benfica na primeira parte, muito objectivo nas transições e com três golos em dez remates, cinco deles enquadrados. Em termos de posse os “encarnados” chegaram ao descanso com 59%, mais 84% de eficácia de passe e a curiosidade de registarem 12 faltas contra apenas quatro do Belenenses. Jonas era, nesta altura, a grande figura. Marcou um golo logo a abrir, fez a assistência para o 3-0 e acertou no poste num chapéu de meio-campo. Somou ainda três passes para finalização, ganhou quatro de cinco duelos e acertou 88% dos passes que efectuou. Terminou com um GoalPoint Rating de 7.8.

  • Benfica muito dominador nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, altura em que acumulou 73% de posse de bola, quatro remates (um enquadrado), contra dois disparos (todos com boa direcção) dos homens do Restelo. E aos 63 minutos, Cervi cruzou e a bola foi ao ferro, a terceira vez que tal aconteceu neste jogo.

  • O jogo estava algo mastigado. O Belenenses não parecia ter argumentos para contrariar a superioridade benfiquista e as “águias”, por seu turno, pareciam mais interessadas em adornar o seu futebol, com lances individuais e colectivos mais elaborados, à procura da famosa “nota” artística.
  • Por volta dos 80 minutos o Benfica somava 65% de posse referentes à segunda metade, e cinco remates nesta fase, contra os tais dois disparos do Belenenses.

  • O jogo encaminhava-se para o fim tranquilamente, com o vencedor há muito encontrado, não sem antes Raúl Jiménez acertar no ferro… a quarta vez do Benfica neste jogo, e Jonas fazer o 4-0, aos 90 minutos, e o 5-0, nos descontos, assistência de Pizzi.

O Homem do Jogo 👑

Partida quase perfeita do número 10 “encarnado”, que lhe valeu o primeiro 10.0 no nosso GoalPoint Rating! Jonas marcou logo aos dois minutos, de cabeça, serviu Seferovic para o 3-0, fez o quarto e o quinto tentos da noite e mostrou um manancial de recursos apreciável. Num desses lances, na primeira parte, fez um chapéu do meio-campo que acertou no poste. Para além do “hat-trick”, Jonas assinou uma assistência, cinco remates (três enquadrados), quatro passes para finalização, dois dribles eficazes em duas tentativas, 81% de passes certos, seis duelos ganhos em oito. Incrível!

Confirmamos a existência de vencedor(a) do Passatempo GoalPoint GoalPoint Ratings 2017/18, no qual convidámos os nossos leitores a acertar o primeiro jogador a somar um 10.0 nesta edição da Liga NOS. O nome do felizardo será dado a conhecer amanhã, no site GoalPoint, pelas 21h00.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Pizzi 8.4 – Grande jogo de Pizzi. Só assim se chega a um rating de 8.4 sem qualquer golo marcado. O médio fez duas assistências para golo, seis passes para finalização, terminou com 86% de eficácia de passe, tocou 99 vezes na bola e fez cinco desarmes.
  • Filipe Augusto 6.6 – Uma bela surpresa. Utilizado a “trinco” no lugar do lesionado Fejsa, o brasileiro mostrou muito mais propensão para actuar atrás de Pizzi do que à frente do sérvio. Assinou uma assistência, dois passes para finalização, teve três dribles eficazes em três tentativas e tocou 101 vezes na bola, o máximo do jogo.
  • Salvio 7.2 – O argentino fez um belo jogo. Marcou um golo vistoso, fez três remates, dois deles enquadrados, fez dois desarmes e sofreu duas faltas em zona de perigo. Vislumbrou-se um pouco do melhor Salvio, que tem andado algo desaparecido.
  • Muriel 5.7 – Sofreu cinco golos e, ainda assim, foi o melhor do Belenenses. Realizou quatro defesas, duas delas a remates de dentro da área, e evitou males ainda maiores para a equipa de Domingos Paciência.
  • Seferovic 5.4 – Marcou um golo, o seu terceiro na Liga NOS, mas esteve longe dos melhores dias. Fez três remates, dois deles enquadrados, mas desperdiçou uma ocasião flagrante. E ainda registou quatro controlos de bola deficientes.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner