Muito tem sido escrito por aqui sobre o excelente momento de forma de Rui Patrício e da importância que tem tido no desempenho leonino. Mas no próximo duelo da Champions League em Alvalade (Sporting vs. Olympiacos) o campeão europeu não será o único a entrar em campo com números de “muro”: do outro lado vai estar Silvio Proto, um veterano (34 anos) que não só acompanha o guardião leonino no “top” dos melhores desempenhos da competição europeia até ao momento, como até lidera.

GoalPoint-Top-Ratings-Keepers-UCL-201718-R4-infog
Clique para ampliar

Mas em Atenas não foram três golos?

Desengane-se o adepto leonino que esteja a pensar “ah, já lhe marcamos três golos na primeira volta“. Errado, o guardião que sofreu os três tentos leoninos foi o grego Stefanos Kapino. Desde então tem sido o veterano Silvio Proto a ocupar a baliza do Olympiacos, sofrendo cinco tentos em três jogos, conseguindo não só amealhar uma “folha limpa” frente ao Barcelona (algo que Patrício ainda não atingiu nesta edição) como somar, com menos um encontro, mais defesas do que o português (19 contra 17) e demonstrar ainda maior eficácia na hora de travar remates dirigidos à sua baliza (79% contra 74% do português), enfrentando em três partidas mais um remate do que Patrício em quatro (24 contra 23 enquadrados).

O português suplanta o belga na hora de medir a eficácia das reposições que efectua, com 56% de passes eficazes contra 49% do guardião belga que, por sua vez, já saiu da baliza com eficácia em duas ocasiões (Patrício apenas uma) e venceu os dois duelos aéreos que travou com adversários (o português não disputou qualquer duelo).

É caso para concluir que os restantes jogadores de campo terão de estar inspirados, de modo a evitar-se um anti-climático 0-0, caso estes dois “muros” se apresentem ao nível que têm demonstrado.

GoalPoint-Rui_Patrício_2017_vs_Silvio_Proto_2017-infog
Clique para ampliar