GoalPoint-Sporting-Braga-LIGA-NOS-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Braga-LIGA-NOS-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Sporting-Braga-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar

O Sporting salvou-se, no último instante, de uma derrota caseira ante o Sp. Braga, naquele que seria o primeiro desaire leonino na presente Liga NOS. Os “leões” dominaram a maior parte do tempo, chegaram à vantagem pelo inevitável Bas Dost, mas permitiram uma reacção enérgica dos minhotos, que deram a volta ao marcador encostando o “leão” às cordas. Foi preciso uma grande penalidade no último minuto, convertida por Bruno Fernandes, para a equipa de Alvalade somar um ponto, com um resultado de 2-2. O Sporting tem agora mais um ponto que o Benfica e está a quatro do Porto.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Início de jogo bem movimentado em Alvalade, com duas boas oportunidades para cada lado. No primeiro, logo aos quatro minutos, Paulinho isolou-se mas falhou clamorosamente o remate. Braga personalizado nos primeiros dez minutos, com apenas 39% de posse, mas dois remates (desenquadrados) e muito perigo nos ataques.

  • A tendência inicial manteve-se nos primeiros 20 minutos. Mais Sporting em termos de domínio territorial, Braga mais objectivo, com três remates, em enquadrado. Porém, todos os disparos minhotos aconteceram de fora da área.
  • Grande defesa de Matheus aos 29 minutos, a cabeceamento de Sebastián Coates, no primeiro pontapé de canto do Sporting. Nesta fase o Braga registava quatro. Por volta da meia-hora, os “leões” já somavam mais remates que o Braga (6-5) e mais enquadrados (2-1), para além dos 64% de posse.

  • Bom jogo de Ricardo Esgaio. Por volta dos 40 minutos, o antigo jogador do Sporting registava um remate (desenquadrado), cinco duelos ganhos em nove e 11 acções defensivas – cinco desarmes, três intercepções e três alívios -, com um rating de 6.3.
  • Intervalo Nulo ao intervalo que se justifica pela boa capacidade do Braga em anular as diversas etapas de construção leoninas e pela pouca eficácia das duas equipas na hora do remate – apenas quatro disparos enquadrados em 14 no somatório. Ainda assim o Sporting foi mais “mandão”, com 67% de posse de bola, e mais remates (oito, três enquadrados). Valeu ao Braga, neste detalhe, as três defesas de Matheus. Mas o melhor em campo nesta altura era Bruno Fernandes. O médio leonino registava, ao descanso, três remates, dois enquadrados, uma ocasião flagrante criada  em dois passes para ocasião, mas também seis recuperações – GoalPoint Rating de 6.8.

  • Sporting entrou melhor no segundo tempo, com muita pressão nos primeiros 15 minutos. Por volta da hora de jogo, os “leões” registavam 62% de posse na etapa complementar e os dois únicos remates, embora enquadrados. E conquistaram tantos cantos (dois) quanto em todo o primeiro tempo.
  • Bruno César arrancou, aos 63 minutos, um excelente cruzamento da esquerda, mas Bas Dost surgiu ao segundo poste e falhou a emenda por pouco, quando tinha tudo para abrir o activo. Era o sinal do que viria a seguir.

  • Aos 66 minutos foi a vez do outro Bruno, Fernandes, cruzar da direita, e desta feita o holandês não falhou na grande área, com um remate de primeira. Estava feito o primeiro golo do jogo. Um tento que surgiu ao 13º disparo dos homens de Alvalade, quinto enquadrado, oitavo de dentro da área.
  • O Braga viu-se na obrigação de reagir, e pegou um pouco mais no jogo, registando 41% de posse na segunda parte, decorridos os 75 minutos de jogo. Foi também neste momento que registou o primeiro disparo do segundo tempo, embora sem enquadramento.
  • E essa reacção, que se reflectia em 47% de posse de bola por volta dos 84 minutos (na segunda parte), acabou por dar frutos. O árbitro assinalou falta de Coates sobre Danilo na grande área leonina e Dyego Sousa (85′), da marca de penálti, não desperdiçou e empatou a partida. Foi o 12º remate dos “arsenalistas” na partida, apenas o segundo enquadrado.

  • O Sporting sentiu o toque, o Braga não tirou o pé do acelerador e, aos 89 minutos, Danilo arrancou um excelente pontapé de fora da área e fez o 2-1 para os minhotos. Balde de água fria em Alvalade.

  • Mas a história não tinha terminado e, no último suspiro, Ricardo Horta meteu mão à bola na área e Bruno Fernandes empatou da marca de grande penalidade.

O Homem do Jogo 👑

Bruno Fernandes foi, ao longo de quase todo o jogo, o mais esclarecido dos “leões” e o melhor em campo. E essa distinção acabou por confirmá-la no derradeiro minuto, ao não vacilar na grande penalidade que garantiu um ponto para o Sporting. O médio terminou com um GoalPoint Rating de 8.0, pelo golo, pelos quatro remates, três deles enquadrados, mas também pela assistência para o golo de Dost, pelos quatro passes para finalização, as 12 bolas que colocou na grande área minhota e as 11 recuperações.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Ricardo Esgaio 7.1 – Que jogo de Esgaio! O lateral-direito esteve intransponível ao longo da partida ante a sua antiga equipa, terminando com 19 acções defensivas: oito desarmes, três intercepções e oito alívios. E ainda ganhou dez de 16 duelos.
  • Danilo Barbosa 6.9 – O “trinco” do Braga esteve em todas e marcou um golo estupendo que quase deu os três pontos aos visitantes. Além disso, fez um passe para finalização, ganhou 12 de 16 duelos (três de quatro aéreos) e fez dois desarmes.
  • Jonathan Silva 6.3 – O argentino foi o segundo melhor do Sporting. Esteve bem a defender, com três desarmes, outras tantas intercepções e quatro alívios, e na frente criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização.
  • Bas Dost 5.5 – O holandês voltou a marcar, é certo, mas este não foi um dos melhores jogos que conseguiu pelo Sporting. Isto porque, no final, os registos assinalam duas oportunidades flagrantes desperdiçadas. Ainda assim ganhou quatro de cinco duelos aéreos.
  • Paulinho 3.6 – O pior jogador da noite. O avançado começou o encontro a desperdiçar uma ocasião flagrante, quando se encontrava isolado, e para além de dois passes para finalização, pouco mais fez – registou ainda quatro maus controlos de bola e três faltas. Há dias assim.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner