A FIFA já tem uma música (e surpresa… não é de elogio)

Se há algo que o orgão máximo do futebol parece conseguir com alguma unanimidade é a imagem negativa junto dos destinatários finais do espectáculo cuja promoção e organização é a razão da sua existência. Eis mais um exemplo, carregado de ironia: uma música que não só incide sobre as mais recentes decisões da FIFA (atribuição do Mundial à Rússia e Qatar) mas também atribuí practicamente todos os males do mundo a Sepp Blatter e cia.