O Sporting CP não quis deixar fugir os seus adversários na luta pelo título e também somou os três pontos em Coimbra, graças a um arranque decidido e a um domínio total sobre uma Académica sombria e que só de penalty conseguiu importunar Rui Patrício. Fácil demais para um “leão” que até nem precisou de carregar muito no acelerador para vencer por 3-1.

Liga NOS 2015/16: Académica vs Sporting CP, Jornada 3 - Onzes
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Após a eliminação da Liga dos Campeões às mãos do CSKA, nada como um adversário macio e inofensivo para o “leão” de Jorge Jesus voltar aos triunfos. E foi mesmo isso que aconteceu. As alterações tácticas de José Viterbo, nomeadamente a colocação de Nii Plange a lateral-direito e de Rabiola na frente de ataque, no lugar de Gonçalo Paciência, nada puderam contra a maior força sportinguista.

Jorge Jesus regressou à aposta no 4x4x2, com Ricardo Esgaio no lugar do castigado João Pereira e Carlos Mané na esquerda, atirando Bryan Ruiz para o banco de suplentes. E essa foi, de facto, uma aposta ganha, pois Mané aproveitou da melhor maneira a oportunidade para inaugurar o marcador logo aos seis minutos, através de uma diagonal a acorrer a assistência de Adrien Silva. E esta foi a fórmula do sucesso leonino numa primeira parte com erros de arbitragem e que prometia polémica. Mas tudo entrou nos eixos na segunda parte. No final, para as contas, três grandes penalidades e uma expulsão.

MANÉ APROVEITA TITULARIDADE

A Académica de Viterbo chegou a esta terceira jornada com duas derrotas averbadas e nenhum golo apontado, e isto depois de uma goleada por 4-0 sofrida em casa contra o Vitória FC. Por isso não espantou de todo que o Sporting entrasse em campo completamente dono e senhor do encontro. Muita posse de bola, superioridade total nos duelos individuais, pressão em todo o terreno de jogo, boas combinações ofensivas e oportunidades para construir um resultado gordo. O guardião Lee foi evitando males maiores para os “estudantes”, terminando com cinco defesas.

Liga NOS 2015/16: Académica vs Sporting CP, Jornada 3 - 1º Tempo
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

O golo de Carlos Mané surgiu logo no primeiro remate do desafio, numa demonstração de total eficácia, e apenas num lance de penalty – uma falta assinalada a Adrien Silva sobre Leandro Silva em nossa opinião inexistente – a Académica conseguiu criar perigo e, neste caso, marcar. Adrien Silva e João Mário foram os “maestros” de uma orquestra bem afinada nesta fase e Islam Slimani um perigo constante.

PRÓXIMA PÁGINA > UM SENTIDO APENAS