Afinal onde pára Shikabala?

O egípcio Shikabala é notícia desde que chegou a Alvalade. O jogador tem tardado em confirmar a expectativa e mediatização que rodeou a sua contratação (também esta marcada pelo “suspense”, ao ser concluída em cima da hora de fecho do mercado de Janeiro de 2014). Após um jogo menos conseguido aquando da viagem dos “leões” ao Egipto, “Shika” ficou retido no seu país, segundo o veiculado devido a um problema burocrático antigo, relacionado com o não cumprimento do serviço militar obrigatório.

Se a situação já era desconfortável para clube e jogador, pior ficou com as notícias publicadas pela imprensa local, dando a entender que o jogador poderá ter premeditado o incidente de modo a obter uns dias de férias suplementares junto dos mais próximos. A polémica está instalada, pelo menos até ao regresso do egípcio a Portugal, ainda sem data marcada. Enquanto aguarda pela resolução do problema, o jogador, talvez alheio à desconfiança que em Portugal se vai gerando em redor do episódio, publicou ontem uma imagem no seu Instagram que não caiu bem junto dos adeptos leoninos e que rapidamente gerou a sua reacção, difusão e debate nas redes sociais. Eis a imagem, interpretada por muitos como tirada em “holiday mode“:

shikagram

Sabedores que somos, por um lado, da ocasional falta de sensibilidade dos jogadores para estas situações e, por outro, para a incontornável apetência que demonstram pela partilha do seu quotidiano nestas plataformas, deixamos três alternativas que, a terem sido publicadas pelo jogador, poderiam ter tido o efeito oposto junto dos adeptos do Sporting.

 

 

1 – Versão “Fiquei cá para abrir a Loja Verde no Cairo!”

 

shikagram2

2  – Versão “Fiquei cá mas estou a trabalhar, e no duro! (mas preciso de mais uns dias que faltam duas pirâmides)”

 

shikagram3

3 – Versão “Libertando o Sporting da dependência da Banca!”

 

shkigram1