Esta não é uma novidade. Lionel Messi promete uma época extraordinária, tal como aconteceu na anterior. Na terça-feira aconteceu mais um episódio da épica carreira de “La Pulga” no Barcelona, na goleada por 5-1 imposta ao Real Valladolid, em jogo da 11ª jornada da La Liga.

GoalPoint-Barcelona-Valladolid-Spanish-La-Liga-201920-MVP
Clique para ampliar

A exibição roçou a perfeição futebolística, mas atingiu-a nos GoalPoint Ratings. Messi fez dois golos, um de livre directo (o 50º na carreira, que pode ver no tweet abaixo), fez as (fantásticas) assistências para outros dois e apresentou números estratosféricos, com quarto remates enquadrados em seis, três ocasiões flagrantes criadas em quatro passes para finalização e, como não podia deixar de ser, uma eficácia de drible quase imbatível: sete completos em nove tentativas.

Este novo 10.0 não é coisa de espantar. Se, por exemplo, na Liga portuguesa uma nota máxima é uma raridade, para o astro argentino é uma coisa corriqueira. A saber, Messi é o “rei” absoluto do rating máximo, tendo desde 2015 – ano em que criámos os GoalPoint Ratings – acumulado nada menos que 31, mais do dobro dos arrecadados pelo segundo classificado, Neymar – e pelo terceiro, Cristiano Ronaldo -, e não muito longe dos 38 que os outros quatro jogadores do “top 5” somaram em conjunto. Um caso verdadeiramente extraordinário.