Noite mágica de Alex Telles no Estádio do Dragão. O FC Porto venceu o Sp. Braga por 3-1 no último sábado, e o lateral-esquerdo brasileiro esteve em destaque absoluto. Não marcou nenhum golo, é certo, mas realizou nada menos que três assistências. Todos os golos do Porto nesta partida partiram do pé esquerdo de Telles, que começa a ser um caso sério no futebol português e europeu.

[A terceira assistência de Telles no jogo, a sua nona na Liga 17/18]

Não temos de recuar muito tempo para encontrar outro caso em que se verificou um “hat-trick” de assistências de um só jogador no campeonato português. O mais recente aconteceu a 21 de Janeiro de 2017, em plena temporada de 2016/17, e o mais relevante é que o autor dos três passes para golo foi… Alex Telles, num triunfo do FC Porto, em casa, ante o Rio Ave.

Desde que existem dados OPTA da Liga portuguesa, apenas por cinco vezes se assistiu a um festival individual de assistências em que o protagonista somou três (nunca nenhum fez mais do que isso). E Telles conseguiu-o por duas vezes. Jefferson (Sporting), Rúben Ferreira (Marítimo) e Bressan (Rio Ave) são os outros “artistas” do passe decisivo.

GoalPoint-Top-mais-assistencias-um-jogo-Liga-NOS-201718-J21-infog
Clique para ampliar

As três assistências de Alex Telles surgiram de cruzamentos e terminaram em golos de cabeça dos seus colegas de equipa. Um desses centros surgiu de um canto da esquerda, mas dois deles aconteceram em bola corrida. Alex Telles é, neste momento, o segundo jogador da Liga lusa (e oitavo nas principais Ligas europeias + Liga NOS) com mais cruzamentos de bola corrida por 90 minutos, nada menos que 5,4 (Jefferson tem 5,5), com 29% de eficácia. E é o que mais cantos para a área cobra (4,7 por 90m), com uma eficácia de 40%.

Estes números explicam grandemente o facto de Alex Telles ser, neste momento, o rei das assistências na Liga NOS 2017/18, com nove, mais três que toda a restante concorrência mais próxima. E também sustentam o porquê de o FC Porto ser, neste momento, a equipa na Europa (cinco principais Ligas europeias, mais a Liga portuguesa) com mais duelos aéreos ganhos, nada menos que 64%, sendo 57,2% destas disputas em momentos ofensivos.

Os feitos de Telles não ficam por aqui. Ao atingir as nove assistências na Liga 2017/18 frente ao Sporting de Braga, o brasileiro igualou o máximo de assistências somado na Liga anterior (Gelson Martins, Sporting CP) com uma particularidade: fê-lo em quase menos mil minutos jogados do que o extremo leonino.