Análise: “Bad boys” dos Mundiais

Os jogos em que intervém a Alemanha são os que mais expulsões registam na história da competição. Portugal tem um jogador expulso a cada quatro jogos.

Com o cartão vermelho mostrado a Pepe, a Alemanha ampliou a sua diferença como a selecção que viu mais jogadores adversários expulsos durante os jogos das fases finais de Mundiais. A selecção germânica chegou a 19 expulsões dos rivais ao longo de todas as participações na prova.

SelecçãoNº de adversários
expulsos (Mundiais)
Alemanha19
Argentina12
Brasil11
Holanda8
Chile7
Itália7

São já seis as expulsões na selecção portuguesa em fases finais dos Mundiais, sendo a de Pepe a segunda mais rápida na história, logo a seguir à de João Vieira Pinto, em 2002 frente à Coreia do Sul, que teve lugar aos 27 minutos. Para além de Pepe e João Vieira Pinto, também Beto, Costinha, Deco e Ricardo Costa foram expulsos em Mundiais, naquele que é o registo médio de todas as selecções desde 2002. Um futebolista português é expulso a cada quatro jogos!

Frente à Alemanha, Pepe recebeu o 12.º cartão vermelho da carreira, mas apenas o primeiro ao serviço da selecção portuguesa. Das expulsões recebidas por Pepe, cinco foram vermelho directo, sendo as outras sete por acumulação de amarelos. No início da carreira de profissional, no Marítimo, entre 2002 e 2004, foi expulso quatro vezes; pelo FC Porto, entre 2004 e 2007, apenas uma; e, no Real Madrid, de 2007 a 2014, seis vezes.

Outro dado relevante, entre os expulsos do Brasil’2014 estão três jogadores que conhecem bem a Liga portuguesa. O primeiro cartão vermelho da competição foi mostrado a Maxi Pereira (Benfica), devido a uma entrada à margem das leis sobre Campbell já nos descontos. O terceiro cartão vermelho da competição foi para Pepe (ex Marítimo e FC Porto) no jogo frente à Alemanha num lance com Müller. Katsouranis (ex-Benfica) viu o vermelho por acumulação de amarelos, depois de um carrinho imprudente, ainda na primeira parte do jogo com o Japão.

De referir que no Mundial 2010, na África do Sul, foram mostrados 17 cartões vermelhos, sendo que grande parte – 13 – ocorreram nos jogos da fase de grupos.