Análise: Conheça os mais influentes goleadores de Benfica, Porto e Sporting

Analisámos o desempenho dos diversos goleadores que comandaram o ataque dos “três grandes” na última década, de modo a perceber quais foram, por clube, os mais influentes.

A influência de Cardozo é mais incontestável do que o próprio jogador o é perante os seus adeptos (foto: J. Trindade)
A influência de Cardozo é mais incontestável do que o próprio jogador o é perante os seus adeptos (foto: J. Trindade)

SL Benfica: O mais influente nunca foi (ou será) consensual

Entre 2004 e 2014 os “encarnados” conquistaram por três vezes o título de melhor marcador da Liga. Conseguiram-no Nuno Gomes e Cardozo (este por duas vezes). O paraguaio partilha um papel semelhante ao de Liedson, do Sporting: o de figura que monopolizou durante boa parte da década o título de melhor marcador da sua equipa (embora nem sempre liderando no que respeita aos golos que garantiram vitórias). No entanto, o “Tacuara” nunca foi (e dificilmente alguma vez o será, caso continue no Benfica) uma figura consensual aos olhos dos adeptos. Isso não lhe retira, no entanto, o título de goleador mais influente do Benfica no período em análise, fruto da época 2009/10 em que dos seus pés saíram 26 golos e cinco assistências, tornando-o responsável por 40% dos 78 tentos marcados pelas “águias” – com os seus golos a garantirem os três pontos por quatro ocasiões. Para lá desta época gloriosa o registo dos demais protagonistas é bastante equilibrado, mas são Nuno Gomes e, mais recentemente, Lima os homens que se destacam no balanço final.

 

BenficaGoleadoresdecada