Bernard Mensah era um nome quase desconhecido para todos. O jovem ganês, que no ano passado intercalava a titularidade com o banco na equipa B do Vitória de Guimarães, apareceu de rompante no “onze” titular do clube da cidade-berço e fez um início de época brilhante. Nos primeiros três meses da temporada Bernard era presença indiscutível nos tops de revelações e “onzes” ideais do campeonato, despertando o interesse dos grandes nacionais e também por essa Europa fora.

Mas não durou muito o auge do ganês. Recorremos às notas dadas pelo site foradejogo.net para perceber a evolução das exibições do médio-ofensivo ao longo das 24 jornadas já disputadas.

bernard1

Não podia ser mais evidente a queda de produção. Se até à jornada 12 Bernard tinha uma média pontual de 7,5 valores, na outra metade do campeonato essa média caiu para 4,8. Distância mais que suficiente para irmos à procura das principais diferenças no seu desempenho entre os dois períodos e até que ponto teve também influência na queda do Vitória, que somou cinco derrotas nas últimas 12 jornadas contra apenas uma nas primeiras.

Bernard joga habitualmente à frente de André André e Cafú. Como a qualquer jogador que jogue nessa denominada posição “10”, pede-se-lhe que marque e dê a marcar. Era isso que Bernard fazia e bem no início da época. Vejamos:

VITÓRIA SC: PASSES PARA OCASIÃO

[vc_table vc_table_theme=”simple”][b]Jogador,[b;align-center]Jornadas%20(1-12),[b;align-center]Jornadas%20(13-24)|[b]Andr%C3%A9%20Andr%C3%A9,[align-center]1%2C1,[align-center]1%2C5|[b]Bernard,[align-center;b;bg#9ad66f]1%2C3,[align-center;b;bg#dd6e6e]0%2C4|[b]Hern%C3%A2ni,[align-center]0%2C8,[align-center]1%2C4|[b]Alex,[align-center]0%2C8,[align-center]0%2C9|[b]Toman%C3%A9,[align-center]0%2C6,[align-center]1%2C7|[b;bg#eaeaea]Total%20dos%205,[align-center;bg#eaeaea]4%2C7,[align-center;bg#eaeaea]5%2C9[/vc_table]

VITÓRIA SC: REMATES ENQUADRADOS

[vc_table vc_table_theme=”simple”][b]Jogador,[b;align-center]Jornadas%20(1-12),[b;align-center]Jornadas%20(13-24)|[b]Andr%C3%A9%20Andr%C3%A9,[align-center]0%2C6,[align-center]1%2C1|[b]Bernard,[align-center;b;bg#9ad66f]0%2C8,[align-center;b;bg#dd6e6e]0%2C4|[b]Hern%C3%A2ni,[align-center]1%2C0,[align-center]1%2C2|[b]Alex,[align-center]0%2C4,[align-center]0%2C7|[b]Toman%C3%A9,[align-center]0%2C6,[align-center]0%2C8|[b;bg#eaeaea]Total%20dos%205,[align-center;bg#eaeaea]3%2C4,[align-center;bg#eaeaea]4%2C2[/vc_table]

Html code here! Replace this with any non empty text and that's it.

O jovem era, na primeira metade da época, aquele que mais ocasiões de golo criava entre os cinco do ataque e também nos remates à baliza garantia cerca de um por jogo, apenas atrás de Hernâni. Mas os seus números na segunda metade cairam abruptamente. Bernard cria agora apenas 25% das oportunidades que costumava criar, e acerta na baliza metade das vezes em relação aos primeiros 12 jogos.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: OUTROS NÚMEROS DA “QUEBRA” DE BERNARD