Em condições normais o Sporting CP – SC Braga da 33ª jornada seria um dos jogos grandes da ronda, merecedor de maior atenção. No entanto, mal se ouviu falar do encontro desta semana, algo natural visto que “leões” e “guerreiros” pouco têm a decidir e a eventual definição do campeão nacional centrar-se-á em Belém e Guimarães, à mesma hora (domingo, 18h00).

Seja qual for o desfecho da partida, o Sporting já não sai do terceiro lugar da Liga NOS, enquanto o Braga apenas se preocupa com o Guimarães a quatro pontos – atenção que mesmo em caso de derrota em Alvalade pode desvanecer-se caso o Benfica leve de vencida os “conquistadores”.

Perante tudo isto, importância tem o duelo de Alvalade? Muita, caso nos recordemos que dentro de 15 dias, Sporting e Braga reencontram-se para a discussão do título de vencedor da Taça de Portugal, a hipótese de qualquer um dos emblemas concluírem a época com um troféu. O confronto entre ambos serve assim de “aquecimento”, um aperitivo e até um teste que não conta para a “nota final” face à “prova global” do Jamor.

O comparativo de desempenho de Sporting e Braga deixa clara a superioridade leonina, embora em alguns indicadores nucleares (eficácia e aproveitamento dos remates) esta seja marginal. Apesar de tudo, o Braga reserva um ponto forte que surge no plano diametralmente oposto à fraqueza demonstrada pelos “leões” durante toda a época: os bracarenses sofreram menos quatro golos que os “verde-e-brancos”, apesar de até permitirem mais remates que o adversário desta jornada.

Não será de admirar que tanto Marco Silva como Sérgio Conceição apresentem alterações tanto naqueles que são os seus “onzes” base, como até talvez no sistema, pois a nenhum interessa que esta partida sirva de case study que permita retirar grandes conclusões sobre o caminho a seguir, ainda para mais após um jogo muito disputado e decidido nos instantes finais (Tanaka, de livre directo, deu a vitória aos “leões”), no final da primeira volta.

O contexto esse não permite também experimentalismos excessivos: o Sporting vem transmitindo uma imagem de abaixamento de forma, assumido pelo seu treinador apesar das vitórias consecutivas recentes, interrompidas por um empate no Estoril que, caso seja acompanhado de um resultado menos positivo pode quebrar a confiança do grupo, já para não falar das dúvidas que pairam sobre o futuro do treinador. Do lado bracarense conta a relativa preocupação já mencionada para com o Guimarães.

Os dados estão lançados, venha o encontro. Aproveite para conferir o face-a-face estatístico entre Sporting e Braga até esta jornada.

Example Widget Page