O Benfica joga esta terça-feira aquela que pode ser a última cartada nas suas aspirações na fase de grupos da presente temporada da Liga dos Campeões. Em terceiro lugar e com apenas uma vitória e um empate em quatro jornadas, os “encarnados” estão a quatro pontos do segundo classificado Ajax e a seis do líder do Grupo 3, o Bayern, necessitando de um conjunto de resultados muito favoráveis nas duas rondas que faltam da prova para seguirem em frente para os oitavos-de-final, isto contando que vençam os dois encontros.

O cenário é complexo e difícil e o próximo desafio que se apresenta à equipa de Rui Vitória é precisamente o gigante alemão, em Munique. Após a derrota por 2-0 em casa ante este mesmo adversário, o Benfica terá agora de ganhar na Baviera para continuar a acalentar esperanças de passagem, numa altura em que nem matematicamente tem garantida a passagem para a Liga Europa, através do terceiro lugar.

GoalPoint-Benfica-Bayern-Champions-League-201819-Ratings
Os detalhes do embate entre as duas equipas na primeira volta, na Luz (clique para ampliar)

 

A superioridade (sobretudo a eficácia) do Bayern na Luz foi clara, num jogo que assinalou o primeiro golo apontado por Renato Sanches com a camisola dos germânicos, e logo ante o seu antigo clube. Os números acumulados dos dois conjuntos na prova até ao momento também revelam que a formação lusa terá de se superar para conseguir um resultado que vá de encontro às suas expectativas, apesar da evidente crise de forma dos comandados de Niko Kovac. Poucos são os detalhes de jogo em que o Benfica se mostra superior e se pode agarrar para tentar surpreender os bávaros. Mas não são inexistentes, como pode comprovar no quadro seguinte.

VariávelBayernBenfica
Golos74
Golos sofridos16
Remates p/90m16,812,6
% Remates enquadrados37%42%
Remates cabeça p/90m2,82,5
% Remates enquad. cabeça36%70%
Posse de bola58%43%
Passes p/90m604,5390,1
% Eficácia de passe86%76%
Passes finalização p/ 90m12,39,4
Passes final. bola corrida p/ 90m9,06,6
Passes no último terço p/90m149,597,9
Passes curtos p/90m163,8117,1
% Passes curtos falhados16%27%
Ocasiões flagrantes criadas p/90m2,50,8
Tentativas drible p/90m14,815,2
% Eficácia de drible58%45%
Cruzamentos bola corrida p/90m13,35,1
% Cruzamentos eficazes23%20%
Duelos aéreos ofensivos p/90m16,519,2
% Duelos aéreos ofensivos ganhos50%42%
Duelos aéreos ofens. na área p/90m6,33,8
% Duelos aéreos ofens. na área ganhos48%53%
% Posses perdidas17%24%
Remates permitidos área p/90m5,37,7
% Remates enquad. defendidos92%77%
% Duelos aéreos def. ganhos54%59%
% Duelos aéreos def. na área ganhos25%56%

Fonte: GoalPoint/Opta

A diferença entre golos marcados e sofridos das duas equipas é apenas mais um detalhe, que acaba por ser o reflexo de tudo o resto. A diferença no número de remates nem é assim tão evidente e o Benfica até consegue enquadrar uma percentagem maior (42% contra 37%). Porém, as características dos disparos, a forma como são realizados, as zonas do terreno onde acontecem acabam por ter um peso decisivo na probabilidade de estes acabarem em golo. O Bayern criou 2,5 ocasiões flagrantes por cada 90 minutos, nos quatro jogos desta fase de grupos, contra apenas 0,8 das “águias”, algo que fica reflectido nos expected goals (xG) a favor: 2,3 para os alemães, 1,0 para os portugueses. Aqui está uma das grandes diferenças entre as duas formações e explicativo dos lugares que ocupam na tabela classificativa.

A diferença na quantidade de passes no último terço do terreno também distingue as equipas, bem como a elevada percentagem de passes curtos falhados pelos benfiquistas, pelo que uma das situações que Rui Vitória terá de corrigir é claramente a competência nestes momentos, bem como a forma como a equipa terá de construir lances para último passe bem mais perto da área contrária. O mesmo acontece com os cruzamentos de bola corrida, aspecto em que os alemães são muito superiores. Os 5,1 centros das “águias” são um número escasso, o mais baixo de todas as equipas presentes nesta fase de grupos, embora, no caso em concreto, o aumento destes talvez não seja a estratégia a seguir, face à utilização de um só avançado na frente, contra uma dupla de centrais do Bayern habituada a lidar com estes lances.

Se os alemães ganham 50% dos duelos aéreos ofensivos que realizam, contra apenas 42% dos portugueses, é de notar o facto de o Benfica participar em muito poucos lances deste tipo na grande área contrária, somente 3,8, num total de 19,2 ofensivos. Quer isto dizer que, pelo ar, os portugueses participam em diversos duelos, mas longe das áreas contrárias, mais um indicador da dificuldade em penetrar no último reduto dos adversários nesta competição. Ainda assim, a formação da Luz poderá aproveitar bem os lances de bola parada, nos quais faz avançar os seus jogadores com melhor capacidade no jogo aéreo, nomeadamente os centrais. É que dos 2,5 remates de cabeça que realizou, enquadrou até ao momento nada menos que 70% desses disparos, de longe o melhor registo entre todas as equipas. Algo claramente a explorar.

GoalPoint-Benfica-Bayern-Champions-League-201819-90m
Clique para ampliar

Curiosidades históricas

  • O Bayern não perdeu nenhum dos anteriores nove jogos com o Benfica, vencendo seis vezes, a última das quais por 2-0 em Lisboa.
  • Os bávaros marcaram 21 golos nos anteriores nove desafios com os “encarnados”, tendo sofrido somente seis.
  • Os alemães ganharam 25 dos últimos 27 compromissos caseiros na fase de grupos da Champions League (um empate e uma derrota), sendo que o último desaire aconteceu ante o Manchester City, em Dezembro de 2013.
  • Os “encarnados” ficaram em branco em sete dos últimos nove jogos da fase de grupos da Liga dos Campeões e os quatro apontados esta temporada foram da autoria de quatro jogadores diferentes.
  • Quanto a goleadores do Bayern, Robert Lewandowski fez 49 tentos em 76 partidas na prova. Apenas seis jogadores atingiram 50 na competição, sendo que o polaco será o terceiro mais rápido a atingir a marca se marcar neste jogo.
  • Lewandowski fez quatro dos sete tentos do Bayern nesta edição da Champions, incluindo os últimos três.