A “final four” da Liga das Nações arranca esta quarta-feira, às 19h45, no Estádio do Dragão. Portugal defronta a Suíça nas meias-finais da prova, com vista à final que se realiza dia 9 de Junho, num embate com História longa nas diversas competições europeias e mundiais de selecções e que não costuma ser fácil para a formação das “quinas”. A Selecção chega à decisão prova após dominar o Grupo 3, garantindo uma fase de grupos invicta com duas vitórias e dois empates frente a Itália e Polónia, o último dos quais em casa.

UNL 2018/19STATGPRMVP
1-0
2-3
0-0
1-1

A liderança portuguesa nunca esteve verdadeiramente em perigo, como os três pontos de vantagem ao fim de quatro jogos demonstram, culminando, na última ronda, com um empate caseiro ante a Polónia. Os helvéticos, por seu turno, tiveram vida bem mais difícil, assegurando a presença na “final four” apenas na derradeira jornada, graças a uma goleada por 5-2 sobre a poderosa Bélgica – com o benfiquista Haris Seferovic a ser a grande figura da partida, autor de um “hat-trick”.

Na fase de grupos, o melhor marcador foi o sérvio Aleksandar Mitrovic, com seis golos, seguindo-se quatro jogadores com cinco, incluindo o suíço Haris Seferovic. Nenhum outro atleta esteve envolvido em mais tentos do que o atacante do Benfica nos quatro desafios que as selecções realizaram até ao momento, pois contribuiu também com mais uma assistência, igualando Mitrovic no seu peso ofensivo.

GoalPoint-UEFA-Nations-League-2018-Top5-Player-05-06-2019-infog
Clique para ampliar

Factos e curiosidades

  • Portugal não perdeu nos últimos cinco jogos em casa ante a Suíça, com quatro vitórias e um empate. A última derrota aconteceu há 50 anos, em Abril de 1969 (2-0 no Estádio José Alvalade).
  • Porém, a Suíça venceu dois dos últimos três encontros com Portugal (perdeu o outro), tantos quantos havia conseguido nos dez anteriores compromissos com os portugueses (dois triunfos, quatro empates e outros tantos desaires).
  • A Suíça marcou 14 golos em quatro jogos na fase de grupos da UEFA Nations League, a média mais alta de todas as equipas (3,5 golos por jogo).
  • Portugal não apontou mais do que um golo nos últimos cinco compromissos caseiros, depois de marcar dois ou mais tentos em 14 dos 15 desafios anteriores em todas as competições.
  • Onze dos últimos 13 golos sofridos pela Suíça aconteceram nas segundas partes dos seus jogos (85%).
  • Bruno Fernandes (20 golos e 13 assistências) e Pizzi (13 golos e 18 assistências) foram os únicos jogadores na Liga portuguesa a registarem mais de dez tentos e passes para golo em 2018/19.