Antevisão | Rio Ave 🆚 Porto, teste de fogo para o “dragão” 🔥

-

A 31ª jornada da Liga 2018/19 surge no horizonte com dois jogos fundamentais na luta pelo título, naquelas que serão, teoricamente, as deslocações mais difíceis dos dois da frente até final da prova. Para além da visita do Benfica ao Sporting de Braga, a ronda começa com uma potencialmente perigosa deslocação do FC Porto ao terreno do Rio Ave. Olhamos os dados estatísticos Opta para identificar que detalhes podem ter um peso maior neste encontro em Vila do Conde, com início marcado para esta sexta-feira às 20h30.

Este é o cenário das últimas cinco jornadas (vide infografia abaixo). Os “dragões” vão a Vila do Conde numa excelente sequência de resultados, mais concretamente seis triunfos consecutivos, não perdendo pontos desde a derrota caseira com o Benfica. A capacidade ofensiva dos campeões nacionais tem tudo para fazer a diferença de forma clara ante o Rio Ave. Os “azuis-e-brancos” são a segunda equipa com mais remates a cada 90 minutos (17,5) nas últimas oito partidas, e também com mais disparos nas grandes áreas contrárias (11,4). Isto frente a um Rio Ave que só agora parece recuperar, registando dois triunfos consecutivos, entre eles um caseiro ante o Vitória de Guimarães, o primeiro sucesso da equipa em 11 jogos perante o seu público.

GoalPoint-Preview-Jornada31-Rio-Ave-Porto-LIGA-NOS-201819-1-infog
Clique para ampliar

 

Os comandados de Sérgio Conceição poderão ainda aproveitar uma das fragilidades do Rio Ave, que já sofreu dez golos de cabeça esta época, sendo que os “dragões” já fizeram 15 desta forma (máximo na Liga). Isto para não falar nos expected goals (xG). Os 1,6 permitidos pelo Rio Ave poderão ser um problema para os anfitriões, que irão lidar com uma das formações com melhores números de de xG a favor: 2,5.

Mas nem tudo são nuvens negras para o Rio Ave, que é a equipa da Liga com melhor taxa de aproveitamento de ocasiões flagrantes, cerca de 49% (excluindo penáltis, 54% incluindo), décimas acima do Moreirense e bem melhor que o Porto, que não passa dos 38% – embora os “dragões” criem um número bem superior em relação aos vila-condenses, 2,2 contra 1,2. Por outro lado, os homens da casa apresentam uma percentagem de conversão de remates semelhante aos portistas (12%). Dois factos que poderão ter peso para os homens de Daniel Ramos, caso consigam criar perigo. Contudo, o Rio Ave não só já não conta com o seu melhor marcador – Carlos Vinícius, com oito tentos, mudou-se para o Mónaco -, como não poderá utilizar o seu jogador com mais remates enquadrados (21), mais tentativas de drible (118) e cruzamentos (136) e que mais faltas ganhou (96): Wenderson Galeno, emprestado pelos portistas.

GoalPoint-Porto-Rio-Ave-LIGA-NOS-201819-Ratings
Os ratings do jogo da 1ª volta (clique para ampliar)

Factos e curiosidades

  • O Rio Ave não conseguiu manter a baliza inviolada nos últimos 20 jogos da Liga ante o Porto, uma série que vem de Fevereiro de 2009 – altura em que as duas equipas empataram sem golos, em Setembro de 2008.
  • O Rio Ave perdeu 24 pontos em partidas em que esteve em vantagem, mais do que qualquer outra equipa. Por seu turno, o Porto é a formação (a par do Sporting) que mais pontos ganhou depois de ter estado a perder (16).
  • O Rio Ave é a única equipa sem qualquer golo na sequência de pontapés de canto na Liga 2018/19, apesar de já ter usufruído de 157. O Porto é a formação mais eficaz nestes lances, com 13 tentos.
  • O Rio Ave terminou na primeira metade da tabela nas últimas três temporadas. As quatro únicas equipas a conseguir este feito foram Porto, Benfica, Sporting e Sporting de
    Braga.
  • O Porto não perdeu os seus últimos 25 golos na Liga ante o Rio Ave, com 20 vitórias e cinco derrotas. Curiosamente, José Mourinho era o treinador portista da última vez que os vila-condenses levaram os portistas de vencida, em Abril de 2004.
  • Os guarda-redes do Rio Ave, Léo Jardim, e do Porto, Iker Casillas, são dois de quatro guardiões que disputaram todos os minutos da Liga esta época (2700 minutos). Jardim foi quem realizou mais defesas (100), enquanto o espanhol é o que completou mais jogos sem sofrer golos (18).
  • Nos últimos cinco jogos do campeonato entre as duas equipas, foram mostrados quatro cartões vermelhos, três deles para os homens de Vila do Conde. Contudo, o Porto é a única equipa esta temporada na Liga NOS que ainda não viu qualquer vermelho, sendo que o último aconteceu em Março de 2018, na visita a Paços de Ferreira – José Sá foi expulso como suplente, ainda no banco.
  • O Porto perdeu apenas um dos últimos 15 jogos na condição de visitante esta época na Liga, o número mais baixo da prova, com 11 triunfos e três empates. O único desaire fora aconteceu em Outubro, por 1-0 na visita ao Benfica.
  • Desde Março de 2019, cerca de 73% dos golos do Porto na Liga aconteceram de lances de bola parada (11 em 15). Antes de Março, apenas 30% dos seus golos foram marcados a partir destes lances (14/47).
  • O avançado do Porto, Moussa Marega, marcou nove golos em sete jogos na Liga ante o Rio Ave, mais do que contra qualquer outro adversário na prova. O seu único “hat-trick” no campeonato luso aconteceu precisamente ante os homens de Vila do Conde, quando jogava no Vitória de Guimarães (3-0 em Outubro de 2016).

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR