Apostadores online procuram novas ofertas para compensar descida das apostas desportivas

-

A pandemia afectou e continua a afectar a vida de todos nós. O período entre 18 de Março a 4 de Maio deu-nos a conhecer o confinamento obrigatório, uma medida drástica de contenção do vírus, que acabou por paralisar quase rodos os aspectos da vida social e económica do país.

Os eventos desportivos foram dos que mais sofreram com esta pausa forçada. Habituados a mover multidões, as competições desportivas foram das primeiras a verem a suas competições canceladas ou adiadas. Foi o que aconteceu com quase todas as Ligas de futebol profissionais do planeta (à excepção da Nicarágua, Bielorrússia e Burundi), com as competições das mais variadas modalidades (basquetebol, andebol, ténis, etc.) e com os Jogos Olímpicos de Tóquio a serem reagendados para 2021.

Queda das apostas desportivas

Esta paragem no bem-amado desporto teve ainda outra consequência: as apostas desportivas online caíram a pique durante este período. Em Abril, de acordo com o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ), entidade reguladora das 14 casas de apostas legais em Portugal, o volume das apostas desportivas online foi inferior em 3,5 milhões de euros, 239,9 milhões de euros no total, quando comparado com o mesmo período de 2019 em que se registou um total de 243,4 milhões de euros.

Durante o mês em questão verificou-se a redução em 75,2% das apostas nas modalidades de futebol, ténis e basquetebol, que no seu conjunto e por norma, representam aproximadamente 95% do total das apostas desportivas à cota.

Proposta de introdução de novos jogos

Com uma segunda vaga de Covid-19 a atingir os quatro cantos do planeta, a Associação Portuguesa de Apostas e Jogos Online (APAJO) teme que seja novamente colocada em causa a realização de competições desportivas e, em consequência, a actividade dos operadores de jogo online. Por isso, esta associação já veio pedir a introdução de novos jogos no mercado português para alargar a oferta e combater as operações ilegais, com produtos como e-sports, eventos virtuais, daily fantasy sports ou jogos de casino ao vivo em cima da mesa das negociações da revisão do regime jurídico desta actividade.

Afirma Gabino Oliveira, presidente da APAJO, que a criação de novos produtos poderá compensar a falta das competições e ajudar os operadores licenciados a concorrer com o mercado ilegal, que oferece todo o tipo de jogo. Este novo pacote de ofertas de jogos está, contudo, dependente de autorização legislativa.

Previsto no pacote legislativo que legalizou o jogo e as apostas online em Abril de 2015, o processo de reavaliação deste sector já resultou numa alteração de monta sobre as taxas do Imposto Especial de Jogo Online, que deixaram de ser progressivas. Esta mudança na lei deveu-se às preocupações manifestadas pela Comissão Europeia, que considerava o anterior modelo um apoio do Estado ao sector.

Até à data, as reuniões entre APAJO e a secretária de Estado do Turismo, entidade que tutela o sector, ainda decorrem com vista à alteração do regime vigente com a associação de apostas e jogos online a esperar que a revisão da lei incorpore o alargamento da oferta.

Receita dos jogos e apostas online

Para se perceber a importância do sector dos jogos e apostas online em Portugal, só no primeiro trimestre deste ano o Estado arrecadou 20,8 milhões em impostos, mais 40,1% face ao mesmo período de 2019. Em termos globais, a actividade de jogos e apostas online gerou durante o semestre passado 138,9 milhões de euros de receita bruta, dos quais 2,5 milhões de euros dizem respeito a apostas, o que representou um aumento de 43,1 milhões de euros na receita bruta face ao mesmo período do ano passado.

O movimento de crescimento detectado no dinheiro movimentado pelo sector é acompanhado pela subida no número de apostadores e jogadores online. Nos primeiros seis meses do ano registaram-se 287,8 mil novos registos, concentrados, principalmente, entre meados de Março e meados de Abril (cerca de 24% do total de novos registos nos primeiros seis meses deste ano).

Por simples passatempo ou atraídos pelos possíveis ganhos, estes novos apostadores são a expressão de uma actividade dinâmica que não se esgota nas casas de apostas e jogos online. Portais especializados em todo este universo ajudam a captar não só novos jogadores/apostadores, como fomentam uma experiência de jogo ou aposta mais consciente e responsável.

O site Apostas Online é um desses casos. Este portal faz a ponte entre operadores e jogadores/apostadores disponibilizando a estes últimos toda a informação sobre apostas e casinos online, oferece bónus para a fomentar a experimentação e ainda faz a análise das maiores casas de apostas (basta pesquisar por Betano review ou Casino Portugal, por exemplo), com particular enfâse para as apostas desportivas (Betano apostas online, Solverde apostas online, Betclic apostas online, etc.), assumindo-se como o melhor site de apostas em futebol de Portugal.

GP Factory
GP Factory
A GP Content Factory prepara e publica os conteúdos da responsabilidade das marcas que apoiam o GoalPoint na sua missão de lhe oferecer os melhores conteúdos de análise de futebol. Contacte-nos para saber mais via [email protected]
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR