GoalPoint-Arsenal-Atletico Madrid-Europa-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Arsenal-Atletico Madrid-Europa-League-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Arsenal-Atletico Madrid-Europa-League-201718-1-90m
Clique para ampliar

O Atlético de Madrid parte em vantagem para a segunda mão das meias-finais da Liga Europa, graças à regra dos golos marcados fora. Num jogo em que pouco fez para ganhar, ou mesmo marcar, a formação espanhola acabou por aproveitar as fragilidades defensivas do Arsenal para empatar 1-1, num golo de Antoine Griezmann contra a corrente de jogo. Os “gunners” atacaram e remataram muito, mas quase sempre mal, com muito coração e pouco critério, pelo que pagaram a factura alta de não terem transformado em golos um domínio avassalador.

Isto num jogo que começou quente. Logo aos dez minutos o Atlético ficou reduzido a dez elementos, uma vez que Šime Vrsaljko viu dois cartões amarelos neste período inicial – talvez afectado pela entrada a todo o gás do Arsenal. Poucos minutos depois o próprio treinador dos “colchoneros”, Diego Simeone, recebeu ordem de expulsão. Fica, assim, por saber se o claro domínio do Arsenal à altura do intervalo seria o mesmo frente a 11 elementos. Seja como for, os “gunners” foram para o descanso com 69% de posse, 15 remates contra quatro (4-3 enquadrados) e três ocasiões flagrantes, para nenhuma do Atlético. Paradoxalmente, David Ospina, guarda-redes do Arsenal, destacava-se nesta altura, com um rating de 6.5, graças a três defesas importantes.

Excelente reentrada na partida por parte do Arsenal, que marcou aos 61 minutos, num cabeceamento de Alexandre Lacazette. O domínio intensificava-se, ao ponto de, por volta dos 80 minutos, os ingleses registarem 75% de posse de bola e incríveis 23 remates (só seis enquadrados). Porém, aos 82 minutos, ao sexto remate do Atlético (quinto com boa direcção), Antoine Griezmann fugiu, isolou-se, rematou para defesa de Ospina, mas não falhou na recarga, fazendo o 1-1 completamente contra a corrente de jogo. No fundo, a história do Arsenal nos últimos anos – muito ataque, futebol ofensivo, permeabilidade defensiva. Tudo para decidir em Espanha, na segunda mão.

O melhor em campo foi mesmo o marcador do golo do Arsenal, Alexandre Lacazette. O ponta-de-lança francês marcou e terminou com um registo assinalável: rematou oito vezes, seis delas de cabeça, fruto de cinco duelos aéreos ganhos em sete. Enquadrou apenas dois disparos, é certo, mas fez cinco passes para finalização, criou uma ocasião flagrante e teve sucesso em três de cinco dribles (dois deles na área contrária). O atacante terminou com um GoalPoint Rating de 7.6.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner