GoalPoint-Atletico Madrid-Arsenal-Europa-League-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Atletico Madrid-Arsenal-Europa-League-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Atletico Madrid-Arsenal-Europa-League-201718-90m
Clique para ampliar

O Atlético apurou-se para a final da Liga Europa, ao vencer o Arsenal, por 1-0, em casa, em jogo da segunda mão das meias-finais. Num encontro em que os espanhóis praticamente limitaram-se a gerir a vantagem na eliminatória, trazida do empate 1-1 em Londres, Diego Costa ainda foi a tempo de marcar, perto do intervalo, um golo que foi um duro golos para os “gunners”, do qual nunca recuperaram

A primeira parte foi muito táctica, aborrecida até, isto porque o Arsenal estava obrigado a atacar e o Atlético só teve de fazer o que sabe melhor, ou seja, tapar os caminhos para a sua baliza. Numa etapa inicial quase sem ocasiões de golo ou lances de emoção, Diego Costa deu um pontapé na monotonia nos descontos, colocando a sua equipa na frente, no único remate enquadrado em cinco dos “colchoneros”. Demonstrativo do cariz de jogo, o facto de a equipa com mais bola ser os “gunners”, com 57% de posse, mas só conseguiu realizar um remate, e com má direcção, fruto da estratégia de Diego Simeone.

O segundo tempo trouxe mais do mesmo, com uma acentuada urgência por parte da formação inglesa, a precisar de um golo para levar a eliminatória para prolongamento. Porém, tal como acontecera na primeira mão, o Atlético fechou as portas para a sua baliza e apostou em transições fortes, algumas bem perigosas. Apesar de terminar com apenas 45% de posse, os “colchoneros” remataram dez vezes na segunda metade, quatro enquadradas, contra seis do Arsenal (uma apenas com boa direcção), impotente para causar perigo junto a Jan Oblak.

Assim, o melhor em campo acabou por ser o autor do golo, Diego Costa, que terminou com um GoalPoint Rating de 7.4, fruto de seis remates, quatro deles enquadrados, cinco dribles eficazes em dez tentativas e dez duelos ganhos em 23.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner