Bas promete o melhor Dost de sempre?⚡

-

Bas Dost falhou cinco dos 12 desafios do Sporting na Liga NOS 18/19, por lesão, curiosamente os únicos jogos onde os “leões” perderam pontos esta época. Mesmo assim já assumiu, no final da goleada caseira ao Aves, a liderança da tabela de melhores marcadores da prova. Os oito golos em apenas 501 minutos de Liga são, no entanto, prova insuficiente caso queiramos responder à pergunta: estaremos a testemunhar o melhor desempenho de Dost desde que chegou a Alvalade?

[Dost somou frente ao Aves o seu 3º MVP na Liga 1819, igualando Bruno Fernandes no “ranking” leonino]

A insuficiência da prova não decorre da menor valia do feito, mas do simples facto de que, se há algo que nunca faltou a Dost desde que chegou foram golos. Marcou 34 na Liga 16/17 e conseguiu 27 na época passada, isto a contar apenas para o campeonato português. Concluindo que o golo é uma “monotonia” no desempenho de Dost, e que metade do seu pecúlio foi obtido da marca de penálti, resta-nos olhar para outros indicadores, de modo a perceber até que ponto “pinheiro verde-e-branco” está ou não mais viçoso do que nunca.

Avançamos então para a comparação do desempenho na Liga 18/19 com os “benchmarks” das duas épocas anteriores, para a seguir destacarmos algumas conclusões (à esquerda de cada infografia as médias da Liga em curso, à direita o desempenho 17/18 e 16/17, respectivamente).

O primeiro indicador que salta a vista é o facto de Dost estar mais rematador do que nunca, mais ainda do que na sua melhor época, a de 16/17. Os restantes indicadores parecem apontar à promessa do melhor Bas de “verde-e-branco”, repescando o que de melhor mostrou nas duas Ligas anteriores: tão eficaz no cara-a-cara com o golo (em particular na marcação de grandes penalidades) e na disputa de duelos aéreos como em 16/17, tão participativo na entrega de bolas para remates dos colegas como na época passada.

Mas existem outros indicadores que parecem confirmar a “promessa”:

[vc_table][c#ffffff;bg#000000;b]Bas%20Dost%20na%20Liga%20NOS,[align-center;c#ffffff;bg#000000;b]16%2F17,[align-center;c#ffffff;bg#000000;b]17%2F18,[align-center;c#ffffff;bg#000000;b]18%2F19|Golos,[align-center]1%2C13,[align-center]0%2C94,[align-center;b;bg#eeee22]1%2C44|Remates,[align-center;bg#eeee22;b]2%2C9,[align-center]2%2C3,[align-center;b;bg#eeee22]3%2C4|Remates%20enquadrados,[align-center;bg#eeee22;b]1%2C6,[align-center]1%2C3,[align-center;b;bg#eeee22]1%2C8|Remates%20convertidos,[align-center]39%2C5%25,[align-center]40%2C9%25,[align-center;b;bg#eeee22]42%2C1%25|Passes%20p%2F%20finaliza%C3%A7%C3%A3o,[align-center]0%2C7,[align-center]1%2C0,[align-center;b;bg#eeee22]1%2C3|Ocasi%C3%B5es%20flagrantes%20criadas,[align-center]0%2C1,[align-center]0%2C1,[align-center;b;bg#eeee22]0%2C4|Passes,[align-center;b;bg#eeee22]22%2C1,[align-center]19%2C4,[align-center;b;bg#eeee22]21%2C4|Passes%20eficazes,[align-center]68%2C1%25,[align-center]64%2C6%25,[align-center;b;bg#eeee22]72%2C3%25|Duelos%20a%C3%A9reos%20ofensivos,[align-center]5%2C8,[align-center]6%2C9,[align-center;b;bg#eeee22]8%2C3|Duelos%20a%C3%A9reos%20ofensivos%20ganhos,[align-center]59%2C5%25,[align-center]59%2C4%25,[align-center;b;bg#eeee22]63%2C0%25|Perdas%20de%20posse,[align-center]9%2C2,[align-center]8%2C5,[align-center;b;bg#eeee22]7%2C0|Recupera%C3%A7%C3%B5es%20de%20posse,[align-center]1%2C3,[align-center]1%2C1,[align-center;b;bg#eeee22]2%2C0|Ac%C3%A7%C3%B5es%20defensivas,[align-center]1%2C9,[align-center]1%2C7,[align-center;b;bg#eeee22]3%2C1|Ac%C3%A7%C3%B5es%20com%20bola,[align-center;b;bg#eeee22]30%2C6,[align-center]26%2C8,[align-center;b;bg#eeee22]30%2C2[/vc_table]

Fonte: GoalPoint/Opta, dados médios por cada 90 minutos jogados. Dados 18/19 até à 12ª jornada (9/12/2018)

Dost continua a não ser um jogador com muita bola, mas nunca como neste arranque de Liga foi tão eficaz a lidar com ela: perde-a menos, recupera-a mais, entrega-a melhor e com mais perigo (mesmo não somando ainda qualquer assistência), disputa-a pelo ar com crescente eficácia e, quando decide dispará-la rumo à baliza, concretiza com inédito aproveitamento.

A promessa transversal do melhor Bas é forte, resta saber se será para manter ao longo de toda a época e também na Liga Europa, onde os “leões” quererão chegar mais longe. E sendo certo que os golos de grande penalidade têm um grande peso na produção do holandês (metade dos que marcou), até aí se destaca outro factor que não é de somenos: Dost não falhou nenhum dos quatro penáltis que foi chamado a marcar na Liga 18/19, numa tendência que dura desde Março de 2017, quando falhou a única das 17 grandes penalidades que foi chamado a converter pelo Sporting, a contar para o campeonato nacional. O holandês soma um total de 20 penáltis ao serviço dos “leões” em todas as competições, tendo falhado apenas dois.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR