O SL Benfica alcançou a sexta vitória consecutiva na Liga NOS. No Estádio da Luz, em jogo da 18ª jornada, a formação benfiquista desforrou-se da derrota de 1-0 da primeira volta e bateu o Arouca por 3-1. Uma primeira parte de grande qualidade, com o primeiro golo a ser marcado muito cedo, esteve na génese de uma vitória tranquila e natural que poderia até ter tido outros números. A boa eficácia de remate das “águias” ajudou à construção do resultado, com Jonas e Pizzi em evidência, enquanto o Arouca justificou o golo de honra, mercê de uma segunda metade mais consistente.

Liga NOS 2015/16 - Jornada 19 - Benfica vs Arouca
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Os números finais são claros. O Benfica esteve melhor que o seu adversário, com 17 remates contra dez e, acima de tudo, nove enquadrados contra três. A eficácia de remate corresponde ao desfecho final no marcador, mas se olharmos para os números ao intervalo percebemos qual o período durante o qual os “encarnados” cimentaram a sua superioridade. No primeiro tempo os comandados de Rui Vitória realizaram dez remates, cinco deles à baliza, o Arouca só três e todos para fora. E o Benfica teve mesmo 62% de posse de bola, esteve melhor nos duelos individuais e muito bem na eficácia de passe (88%).

Pizzi inaugurou o marcador aos três minutos, Mitroglou, com um belo toque de calcanhar, ampliou aos 19 e Jonas fez o 3-0 aos 67, o 19º golo na conta pessoal na Liga. O Arouca reorganizou-se no segundo tempo e equilibrou as operações, com sete remates realizados, três deles bem direccionados, um deles deu em golo, por Velásquez, já nos descontos.

Jonas mantém bitola

O suspeito do costume voltou a estar um pouco acima dos demais. Jonas foi o homem do jogo nesta partida, ao somar 7.7 no GoalPoint Ratings. O brasileiro fez um golo, resultado de cinco remates, três deles enquadrados, mas somou também uma assistência e um passe para ocasião, e ganhou 69,2% dos 13 duelos que disputou. Números muito bons mas que começam a não surpreender pela sua regularidade.

Destaque também para Pizzi, que ficou logo atrás no GoalPoint Ratings, com 7.6. O português está em grande forma e voltou a marcar, mas o destaque vai, novamente, para os passes para ocasião. Este sábado fez quatro, superando a média de 3,6 que registava até agora e que já o colocava entre os melhores neste capítulo nos diversos campeonatos por essa Europa fora.

No Arouca a disputa esteve renhida entre Bracalli e Ivo Rodrigues. Porém o guardião leva vantagem por décimas, uma vez que somou 5.74 no GoalPoint Ratings, contra 5.67 do extremo. Bracalli foi um dos responsáveis por o Benfica não ter marcado mais golos, ao realizar seis defesas nesta partida.

Nota: Os GoalPoint Ratings resultam de um algoritmo proprietário desenvolvido pela GoalPoint que pondera exclusivamente o desempenho estatístico dos jogadores ao longo da partida, sem intervenção humana. Clique para saber mais.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: O JOGO COMO O VIMOS