Benfica 🆚 Porto | 5⃣ duelos para desatar o “clássico”

-

A aproximação à área

GoalPoint-Pizzi_2017_vs_Sérgio_Oliveira_2017-infog
Clique para ampliar

  • A lesão de Danilo Pereira puxou Sérgio Oliveira para a ribalta portista. E o médio não tem desiludido, antes pelo contrário, sendo mesmo o Jogador do Mês de Fevereiro GoalPoint. A comparação de médios recai, desta feita, entre Pizzi e Sérgio, dois jogadores portugueses com influência decisiva nas suas formações. Com vantagem para o “dragão”.
  • Pizzi não dá grandes hipóteses ao seu adversário no que toca a assistências, chegando às seis, contra as duas do portista, mas Sérgio tem já três golos marcados, menos do que os cinco do benfiquista, porém conseguidos em menos de metade dos minutos em campo.
  • O médio das “águias” assume muito mais o jogo, com 92,2 acções com bola por jogo, bem acima das 68,3 de Oliveira. E regista maior eficácia nos passes no meio-campo contrário (73%-69%). Características de um jogador de tendência bem mais ofensiva, enquanto o portista mostra-se mais completo.
  • Sérgio Oliveira tenta mais o remate que Pizzi, realiza o mesmo número de passes para finalização por 90 minutos, mas apresenta muito mais acções defensivas por 90 minutos (4,5) do que o jogador do Benfica (1,6), contribuindo bem mais para o equilíbrio da equipa. Números que poderão ter influência no “clássico”.

Desequilíbrios na esquerda

GoalPoint-Franco_Cervi_2017_vs_Yacine_Brahimi_2017-infog
Clique para ampliar

  • Mais uma vez, apesar do equilíbrio que já mostrámos existir em termos colectivos, o Porto apresenta um jogador com desempenhos superiores, em comparação com o jogador do Benfica mais utilizado na mesma posição. Falamos de Franco Cervi e Yacine Brahimi.
  • O rating mostra-o, mas importa dizer que ambos estão a realizar excelentes temporadas. Brahimi, claramente, pelos números anormais no que toca ao drible. O argelino tenta o gesto 8,9 vezes por cada 90 minutos, contra os 3,1 do argentino. E consegue-o com uma impressionante eficácia de 64%, para os 37% do benfiquista. Neste detalhe não dá hipóteses.
  • O “dragão” remata também mais, mas Cervi tem outras características em que é superior, nomeadamente nos passes para finalização (2,5 p/ 90m), nos cruzamentos de bola corrida (3,9 para 0,7). As diferenças entre ambos são notórias, com Cervi mais preocupado em servir os colegas mal possa e Brahimi a tentar sempre a jogada individual, para levar a bola bem perto da baliza.
  • Talvez por isso, o benfiquista some já oito assistências, apenas menos uma que Brahimi, mas em menos minutos jogados. Seja com que estilo for, a verdade é que estes são dois nomes a ter em conta como potenciais desequilibradores.

Os homens de área

GoalPoint-Jonas_2017_vs_Vincent_Aboubakar_2017-infog
Clique para ampliar

  • Golos são necessários. E esses terão uma probabilidade elevada de chegar de um destes dois jogadores, Jonas e Aboubakar (sendo que o melhor marcador do Porto, Marega, poderá ainda não ser opção, por lesão). O brasileiro soma 33 golos, o camaronês menos de metade, 15, ainda que em menos minutos. Aqui, quem mostra melhor desempenho é o benfiquista.
  • Um dos grandes jogadores deste campeonato, Jonas tenta o remate 5,0 vezes a cada 90 minutos, bem acima dos 3,5 de Aboubakar, número já de si apreciável. O “Pistolas” enquadra 66% dos disparos que realiza dentro da grande área. Talvez por isso a “águia” registe uma taxa de conversão de 25% para os 20% do “dragão”.
  • Desengane-se quem pensa que Jonas é só golo. O brasileiro realiza 1,7 passes para finalização por 90 minutos, acima dos 1,1 de Aboubakar, sendo por isso natural as seis assistências que acumula.
  • O portista é um jogador diferente, mais de área e muito físico. Daí a vantagem que apresenta em relação ao Jonas nos duelos aéreos ofensivos ganhos, com 53% para os meros 35% do benfiquista.

Cinco duelos individuais, que à primeira vista apontam para jogadores do Porto em melhor forma, mas que, como já referimos anteriormente, contrasta com o equilíbrio no desempenho colectivo. Domingo é hora de comprovar tudo isto e conferir de que forma as características de cada jogador poderá influenciar o desfecho do “clássico”… e quiçá do campeonato.

Não perca o acompanhamento GoalPoint em directo do “clássico” via twitter, bem como todos os ratings, melhores em campo e análise, no final da partida, no site.

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.