Benfica 🆚 Porto | Antevisão de um clássico para a Champions 🔥

-

Os grandes jogos têm, habitualmente, uma equipa mais tranquila em termos de objectivos, e outra sob uma enorme pressão. Este é um daqueles casos em que nenhuma das formações se pode gabar de ir para este “clássico” com condições para gerir os acontecimentos sobre o relvado, mas também emocionalmente. Benfica e FC Porto disputam esta quinta-feira, pelas 18h30, um quente desafio da 31ª jornada da Liga NOS e em jogo, além da luta directa pelo segundo lugar – que obriga as “águias” a vencerem -, está também a corrida pelo título – que pressiona os “dragões”.

Nem Benfica nem Porto se podem dar ao luxo de perder pontos, pelo que nem o empate satisfaz os dois emblemas. É com este cenário que ambas irão traçar as suas estratégias. Não nos atrevemos a tentar descortiná-las, mas temos os números que interessam para que o leitor possa, com estes dados, perceber um pouco das possíveis tendências

SLB x FCP 👉 Aposta simples de 10€ ou mais com odd igual ou superior a 2.00, nos Desafios da Semana, e ganha Jogadas Grátis

Vários são os detalhes a ter em conta no pré-jogo. Nos últimos cinco jogos ambas as equipas ganharam quatro dos seus compromissos, com os portistas a conquistarem mais dois pontos, fruto do empate que averbaram, enquanto os lisboetas perderam uma vez, em casa, com o Gil Vicente. Em termos de golos, vantagem clara para o Benfica nos marcados, uma vez que os comandados de Jorge Jesus foram o melhor ataque neste período, com 13 tentos averbados, contra oito dos pupilos de Sérgio Conceição. Nos sofridos a coisa inverte-se, mas por pouco: o Porto consentiu três, o Benfica quatro. Vingará o poder atacante ou a solidez defensiva?

[ O desempenho recente de Benfica e Porto na Liga NOS e as odds bet.pt do “clássico” ]

GoalPoint-Preview-Jornada31-Benfica-Porto-Liga-NOS-202021-infog
Clique para ampliar

Destaque, numa primeira análise aos números recentes, a posse de bola das duas formações. Benfica e Porto equiparam-se na média de posse de bola que têm apresentado ultimamente, pelo que não será de espantar que se assista a uma luta intensa no meio-campo para assumir o domínio territorial. Aí a vantagem parece ser dos “azuis-e-brancos”, cuja zona intermediária é um dos pontos fortes do colectivo. Ao invés, o Benfica surge como força ofensiva a ter em conta.

1X2 no Jogo 👉 Apostar!

Os “encarnados” foram a terceira formação mais rematadora nesta fase, com 14,4 disparos por 90 minutos, mas o Porto, em quinto, com 13,2, não precisou de tanto para chegar aos 5,8 enquadrados, o registo mais alto nas últimas cinco jornadas, a par do Braga, valor superior ao dos lisboetas. O problema depois é facturar. O Benfica surge nesta altura com 18% de taxa de conversão de remates, contra os apenas 12% dos “azuis-e-brancos”. O Porto, aliás, tem apresentado sintomas preocupantes no ataque, com uma quebra acentuada no aproveitamento de ocasiões flagrantes. Nestas cinco rondas, as “águias” fizeram golo em 43% desses lances, os “dragões” em somente 31%, pelo que se estes valores se mantiverem, os anfitriões poderão ter vantagem.

Em termos defensivos, a situação inverte-se. O Porto foi a segunda equipa, neste período, que menos remates permitiu aos seus adversários, uma média de 7,0, e foi a que menos concedeu na sua grande área, parcos 2,4. Os “encarnados” foram a segunda nesta variável, com 4,0 disparos dos seus adversários na área, e a quarta no global de remates permitidos (8,2). Detalhes que, juntos, terão, certamente, um peso grande no desfecho desta partida.

Vencer sem sofrer golos 👉 Apostar!

Os cérebros em acção

[ Os números da época de Pizzi e Otávio ]

Para este jogo, já se sabe que Sérgio Conceição não poderá contar com Jesús Corona, que se lesionou frente ao Famalicão. Mas opções e qualidade individual são coisas que não faltam a Benfica e Porto. Os melhores GoalPoint Ratings das duas equipas nos últimos cinco jogos foram Pizzi e Mehdi Taremi, e começamos por um comparativo do médio benfiquista com outro jogador que actua sensivelmente nas mesmas zonas do terreno, o fundamental Otávio Monteiro.

[ Os 108 passes ofensivos valiosos de Pizzi e os 137 de Otávio ]

O benfiquista registou mesmo o melhor rating global neste período, em jogadores com mais de 300 minutos jogados, isto englobando a primeira jornada que foi disputada em Maio, porque se formos ver apenas os encontros de Abril, Otávio foi mesmo o Jogador do Mês, como tivemos oportunidade de escrever. Ambos destacam-se, esta época, pela grande quantidade de passes ofensivos valiosos, Pizzi mais pelos golos e remates, Otávio pelo que oferece aos colegas, no passe, e ao colectivo, defensivamente. Qual dos dois terá mais peso no encontro?

Ambas As Equipas Marcam Sim/Não 👉 Apostar!

Goleadores para o “clássico”

[ Os desempenhos de Taremi e Pedro Gonçalves esta época na Liga ]

Os máximos goleadores das duas equipas estarão, ao que tudo indica, nos “onzes” iniciais. Haris Seferovic é mesmo o melhor marcador da Liga, com 18 golos – participou directamente em 25, o máximo entre qualquer futebolista esta época na Liga, e contra o Porto tem um tento e duas assistências. Taremi não está muito longe, com 13 – esteve em cinco tentos nos últimos cinco jogos, com quatro marcados e um oferecido, e soma 31 desde o arranque de 2019/20, mais do que qualquer outro jogador neste período. Ambos têm características que os aproximam: tiveram momentos de grande brilhantismo e outros de desperdício imenso. Qual das caras que os dois goleadores apresentarão no grande “clássico”?

[ Todos os remates de Seferovic e Taremi, a amarelo os golos, a azul os enquadrados ]

Olhando para os números globais das duas figuras, há detalhes que os distinguem. O suíço dá-se muito ao remate, com 3,3 de bola corrida por 90 minutos (máximo da Liga entre jogadores com mais de 1350 minutos), e apresenta 42% de aproveitamento de ocasiões flagrantes, sendo estes valores superiores aos do portista. Contudo, Taremi, pelas suas características únicas de recuar no terreno, qual segundo ponta-de-lança, tem números de dribles e faltas sofridas bem acima, ganhando inúmeros duelos com os defesas, algo em que o suíço é fraco. Ambos registam, porém, sete assistências, pelo que podem também desequilibrar por aí. Saberemos quando a bola começar a rolar.

Mais/menos de 2,5 golos 👉 Apostar!

Factos e curiosidades

  • O Benfica venceu apenas 35% dos seus jogos em casa com o Porto na Liga, a percentagem de vitórias mais baixa das “águias” contra qualquer equipa do campeonato luso desde 1980/81 (mínimo de dois jogos).
  • O Benfica ganhou nove dos últimos dez encontros na Liga, mas a única derrota neste período aconteceu em casa, 2-1 ante o Gil Vicente. Os “encarnados” conseguiram terminar sem sofrer golos em sete desses desafios.
  • O Porto não perdeu nos últimos 24 jogos na Liga (18V 6E), o mais longo período imbatível desde 2017/18, quando estiveram 25 partidas sem conhecerem o sabor da derrota (21V 4V).
  • O Benfica ganhou 184 cantos, o máximo de qualquer equipa da Liga NOS. Apenas 61% desses cantos foram para a área, a taxa mais baixa esta temporada na Liga.

Mais/menos cantos 👉 Apostar!

  • O Benfica marcou 52 golos de bola corrida, mais 13 do que qualquer outra equipa na Liga 2020/21, enquanto o Porto foi a formação que marcou mais golos de lances de bola parada (24).
  • A formação “encarnada” marcou oito golos nos primeiros 15 minutos de jogo, o máximo de qualquer equipa da Liga nesse período; os “azuis-e-brancos” fizeram 15 golos nos últimos 15 minutos da primeira parte, mais do que qualquer outro emblema na prova.

Primeira equipa a marcar 👉 Apostar!

  • Os “dragões” (61%) e as “águias” (64%) têm as mais altas percentagens de posse de bola na Liga esta época, sendo as únicas com 60% ou mais.
  • O Porto fez mais passes para as grandes áreas contrárias (1114) do que qualquer outra equipa da Liga em 2020/21 e é também o conjunto com mais acções com bola nas áreas contrárias (950).

GoalPoint
GoalPoint
O GoalPoint.pt é um site produzido pela GoalPoint Partners, uma start-up especializada em análise estatística de futebol, que oferece serviços dirigidos a profissionais, media, patrocinadores/anunciantes e adeptos.