Benfica | Quero, passo e mando 🔁

-

O Benfica 17/18 está diferente. A mudança para o 4-3-3 e a entrada de Filip “Krovimodric”, único Moneyball player GoalPoint da época passada, no onze inicial, vieram trazer qualidade, dinâmica, segurança e, consequentemente, resultados aliados a boas exibições.

GoalPoint-Benfica-Chaves-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar

 

A recepção ao Chaves foi apenas a continuação da boa sequência deste “novo” Benfica. Uma goleada fácil, frente ao sétimo classificado da Liga NOS, que ficou marcada, entre outras coisas, por uma eficácia de passe assinável, mesmo em zonas adiantadas do terreno. Os “encarnados” terminaram o jogo com 89,2% de passes certos, um novo máximo esta época, que, curiosamente, destrona um registo dos flavienses.

[vc_table vc_table_theme=”simple”][align-center;bg#000000;c#ffffff]%23,[bg#000000;c#ffffff]Equipa,[bg#000000;c#ffffff]Advers%C3%A1rio,[align-center;bg#000000;c#ffffff]Efic%C3%A1cia%20de%20passe|[align-center;u;c#000000;bg#ceac2f;b]1,[u;c#000000;bg#ceac2f;b]Benfica,[u;c#000000;bg#ceac2f;b]Chaves%20(C),[align-center;u;c#000000;bg#ceac2f;b]89%2C2%25|[align-center]2,Chaves,Aves%20(C),[align-center]88%2C7%25|[align-center]3,Sporting,Mar%C3%ADtimo%20(C),[align-center]88%2C6%25|[align-center]4,Sporting,Aves%20(C),[align-center]87%2C9%25|[align-center]5,Sporting,Portimonense%20(C),[align-center]87%2C7%25[/vc_table]

Fonte: GoalPoint/Opta

Para além da qualidade, também em quantidade as “águias” bateram um registo notável. Foram 347 os passes certos conseguidos no meio-campo contrário, mais 16 do que o anterior melhor registo, que pertencia ao FC Porto na recepção ao Marítimo.

Mas se a boa notícia para os benfiquistas é que a equipa está finalmente a “carburar”, a má chegou perto do final do jogo, com a lesão do médio croata, que tem feito toda a diferença no salto qualitativo que a equipa deu, muito por causa dessa exímia segurança no passe.

Tal como já tinha acontecido na época passada, Krovinovic é o jogador da Liga NOS que melhor passa a bola em zonas adiantadas do terreno.

GoalPoint-Tops-Liga-NOS-Passes-MC-Adversario-J19
Clique para ampliar

 

Só o seu colega balcânico, Ljubomir Fejsa, se aproxima dele  na eficácia de passe no meio-campo contrário, sendo que o “trinco” faz habitualmente esses passes em zonas bem menos “populosas” e perigosas. Basta comparar a eficácia de passe de Krovinovic com a de jogadores que actuam em posições semelhantes para se perceber a sua importância e qualidade.

[vc_table vc_table_theme=”simple”][bg#000000;c#ffffff],[align-center;bg#000000;c#ffffff]Krovinovic,[align-center;bg#000000;c#ffffff]Pizzi,[align-center;bg#000000;c#ffffff]Herrera,[align-center;bg#000000;c#ffffff]%C3%93liver%20T.,[align-center;bg#000000;c#ffffff]B.%20Fernandes,[align-center;bg#000000;c#ffffff]R%C3%BAben%20R.|Passes%20para%20MC%20contr%C3%A1rio,[align-center]39%2C9,[align-center]54%2C7,[align-center]42.8,[align-center]50%2C0,[align-center]42%2C4,[align-center]36%2C8|%25%20Eficazes,[align-center;b]86%2C6%25,[align-center]72%2C6%25,[align-center]81%2C6%25,[align-center]74%2C9%25,[align-center]65%2C3%25,[align-center]76%2C9%25|Passes%20para%20%C3%BAltimo%20ter%C3%A7o,[align-center]19%2C8,[align-center]28%2C0,[align-center]21%2C9,[align-center]27%2C4,[align-center]23%2C0,[align-center]20%2C8|%25%20Eficazes,[align-center;b]84%2C7%25,[align-center]73%2C3%25,[align-center]76%2C8%25,[align-center]71%2C1%25,[align-center]61%2C7%25,[align-center]75%2C7%25|Ac%C3%A7%C3%B5es%20com%20bola,[align-center]73%2C3,[align-center]93%2C5,[align-center]81%2C4,[align-center]84%2C8,[align-center]75%2C2,[align-center]72%2C8|%25%20Posses%20perdidas,[align-center;b]14%2C7%25,[align-center]22%2C4%25,[align-center]17%2C0%25,[align-center]19%2C8%25,[align-center]28%2C7%25,[align-center]24%2C5%25[/vc_table]

Médias por cada 90 minutos jogados na Liga NOS 17/18
Fonte: GoalPoint / Opta

As diferenças para o outro “oito” do Benfica, Pizzi, são bem notórias. A bola passa mais pelos pés do transmontano do que pelos do croata, mas Pizzi também a perde com muito mais frequência do que companheiro, e isso deve-se muito ao tipo de passes que eles executam e à eficácia com que o fazem.

Krovinovic aposta muito pouco no passe longo, apenas 2,8 vezes por jogo, enquanto Pizzi arrisca cerca de nove vezes e falha sensivelmente metade, o que expõe a equipa a mais ataques rápidos dos adversários. Com uma linha defensiva ainda muito pouco estável, ter a bola era a melhor solução do Benfica para manter a baliza de Bruno Varela livre de perigo, mas isso vai ficar muito mais complicado sem o craque croata em campo.

Na linha de sucessão de Krovinovic estará, à partida, João Carvalho. No que toca ao passe, a amostra é positiva, mas muito pequena. João Carvalho tem 51 minutos jogados, 88,9% de passes eficazes para o meio-campo contrário, mas apenas 18 tentativas de passe para essa zona do terreno. Na temporada passada, ao serviço do Vitória de Setúbal, João terminou a época com um registo de 69%, número semelhante ao de Pizzi mas que terá tendência a melhorar de águia ao peito.

GoalPoint-Filip_Krovinovic_2017_vs_João_Carvalho_2016-infog
Clique para ampliar

 

A forma como vai conseguir colmatar a ausência de Krovinovic pode vir a ser a chave da época do Benfica. Não há dúvidas sobre a influência que o croata teve em tudo o que o Benfica fez de bom nos últimos meses, e encontrar um substituto à altura é, agora, essencial para que o bom momento continue.

Hernâni Ribeiro
Hernâni Ribeiro
Formado em estatística e gestão de informação, e Data Scientist profissional. É Head of Analytics na GoalPoint e responsável pela GoalPointPro
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR