TotoRating BannerO avançado é o homem do momento, a par da recente forma apresentada pelo Sporting de Braga. Paulinho, avançado dos “arsenalistas”, está numa excelente fase, somando golos decisivos uns atrás dos outros, com alguns números muito interessantes anexados aos bons desempenhos.

Na recepção ao Tondela, os minhotos venceram por 2-1, apesar da grande superioridade evidenciada, mas o golo da vitória só foi alcançado em período de descontos e apontado por Paulinho, que fez assim um bis na partida. Na jornada seguinte, o atacante português fez o segundo tento bracarense que deu a vitória no terreno do FC Porto e, logo a seguir, na meia-final da Taça da Liga, Paulinho fez, em cima do minuto 90, o golo que bateu o Sporting, mais uma vez por 2-1, e colocou o Braga na final da competição.

Dois desses golos, contra o Porto e o Sporting, foram marcados nas alturas, e esse facto acaba por não estranhar, se olharmos para uma estatística que Paulinho lidera nas principais Ligas europeias.

O bracarense é, nesta altura, o jogador com mais remates de cabeça a cada 90 minutos, não só na Liga NOS, como nos principais cinco campeonatos da Europa – Inglaterra, Espanha, Alemanha, Itália e França, com utilização mínima de 900 minutos. São 1,53, um pouco acima do holandês do Sevilha, Luuk de Jong. Neste Top 5 cabe ainda outro jogador do nosso campeonato, o benfiquista Haris Seferovic.

GoalPoint-Portuguese-Primeira-Liga-2018-Paulinho-infog
Clique para ampliar

Os números de Paulinho esta época na Liga NOS não deixam ninguém indiferente. O avançado leva já 17 golos em todas as competições oficiais esta temporada, e no campeonato soma nove tentos e duas assistências em 14 jogos.

Neste momento é o segundo jogador com mais remates por 90 minutos (atletas com mais de 765 minutos de utilização), nada menos que 4,0, enquadrou 44% dos que realizou nas grandes áreas e converteu 38% das ocasiões flagrantes. E pelo ar venceu 49% dos duelos ofensivos, o que explica em grande medida a quantidade de disparos que faz de cabeça. Ao cuidado de Fernando Santos.