O SC Braga conseguiu, na Jornada 23, um dos melhores resultados da sua história. A expressiva goleada por 5-0 no terreno do grande rival, Vitória de Guimarães, veio confirmar a superior qualidade do plantel “arsenalista”, assim como as virtudes do treinador Abel Ferreira, vencedor do prémio de treinador do mês GoalPoint em três dos seis meses já decorridos.

GoalPoint-Guimaraes-Braga-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar

Enquadrada entre dois difíceis jogos contra o Marselha – Abel disse mesmo serem os mais difíceis da época -, a deslocação ao D. Afonso Henriques era um teste de fogo à profundidade da equipa, e o Braga acabaria por deixar Guimarães com um grande resultado, aliado a uma excelente exibição. É certo que a vida dos bracarenses ficou facilitada pela expulsão de Wakaso aos 31 minutos, mas, ainda assim, não deixa ser formidável que a equipa tenha saído de um jogo habitualmente tão “nervoso” com o menor registo de passes falhados desta Liga até agora.

#EquipaAdversárioPasses falhados
1BragaVitória Guimarães (F)59
2Vitória SetúbalMarítimo (C)61
3PortoRio Ave (C)63
4Paços de FerreiraVitória Guimarães (C)65
5SportingPortimonense (C)66

Fonte: GoalPoint/Opta

A melhor marca pertencia ao Vitória de Setúbal, num jogo em que bateu o Marítimo por 3-1, mas o Braga falhou no domingo menos dois passes que os sadinos, num jogo fora de casa e consideravelmente mais complicado. Este registo dos bracarense é mesmo o único a ter acontecido fora de portas, entre os sete melhores da Liga até agora.

Os méritos serão obviamente tácticos, mas também individuais, com a curiosidade de o homem que mais passes tentou, Vukcevic, ter sido também aquele que terminou o jogo com melhor eficácia nas entregas.

JogadorMinutosPasses falhadosEficácia de passePasses falhados (média até J22)Eficácia de passe (média até J22)
Matheus90856%9,463%
Marcelo Goiano90490%8,980%
Bruno Viana90589%8,284%
Raúl Silva90984%8,682%
Jefferson90392%8,079%
Ricardo Esgaio67869%8,478%
Vukcevic90396%6,187%
André Horta90592%6,786%
Ricardo Horta90782%5,680%
Wilson Eduardo72288%5,569%
Dyego Sousa16271%8,168%
Hassan74278%6,569%
Fábio Martins23190%7,974%
Xadas18-100%6,776%

Fonte: GoalPoint/Opta

Apenas Ricardo Esgaio e o guarda-redes Matheus tiveram eficácias de passe abaixo da sua média habitual, sendo que Esgaio, que até foi o melhor em campo, tem a atenuante de ter actuado como ala-direito, ao contrário do que fez algumas vezes ao longo da época.

É certo que estes dados são uma “pescadinha de rabo na boca”. Foram também as circunstâncias do jogo e do marcador que levaram a que isto fosse possível e não apenas o contrário, mas manter a calma e a competência em situações de vantagem também é sinónimo de qualidade. No dérbi, o Braga teve-a para “dar e vender”, e o desfecho feliz e inédito é consequência disso mesmo.