GoalPoint-Braga-Sporting-LIGA-NOS-201718-Ratings
Clique para ampliar
GoalPoint-Braga-Sporting-LIGA-NOS-201718-MVP
Clique para ampliar
GoalPoint-Braga-Sporting-LIGA-NOS-201718-90m
Clique para ampliar

O Sporting  arrisca-se a ficar a oito pontos do lugar cimeiro do campeonato depois de sofrer uma derrota pela margem mínima no terreno do Sporting de Braga. Os “leões” até entraram bem na partida e dominaram por completo o jogo durante os primeiros 35 minutos, mas uma verdadeira entrada de “guerreiro” dos minhotos após o intervalo mudou o rumo dos acontecimentos. Os homens da casa foram superiores em praticamente todas as dimensões do jogo, na segunda metade, e marcaram já perto do fim, por Raúl Silva, numa altura em que o Sporting jogava apenas com dez homens, fruto da expulsão de Piccini cinco minutos antes. O triunfo confirma o excelente momento de forma dos arsenalitas, que já estão a apenas um ponto do pódio.

Resumo💻

O Jogo explicado em Números 📊

  • Primeiros 15 minutos de intensa pressão por parte do Sporting, que fez os dois únicos remates durante este período inicial, um deles à baliza, e ainda teve 68% de posse e dois pontapés de canto. Os “leões” conseguiram ainda uns surpreendentes quatro cruzamentos eficazes neste primeiro quarto de hora, dois deles por Gelson Martins.

  • Com enorme dificuldade para sair a jogar, o SC Braga chegou aos 25 minutos com apenas 64% de eficácia de passe. Juntos, André Horta, Vukcevic e Ricardo Horta tinham apenas 12 passes, sendo que, das quatro entregas do montenegrino, apenas uma tinha sido bem-sucedida.
  • Os minhotos chegaram aos 35 minutos de jogo sem um único jogador com uma dezena de passes no meio-campo rival. Wilson Eduardo tardava em aparecer em jogo, contabilizando apenas 11 toques e três passes.

  • À entrada para os últimos cinco minutos da primeira parte, o Sporting de Braga levava já 11 faltas, contra apenas cinco do adversário, e três cartões amarelos, dois deles para os seus médios-centro. Sem nenhum remate enquadrado até então, os arsenalistas acabaram por fazer o golo mesmo em cima do apito, mas o lance acabaria por ser anulado com recurso ao vídeo-árbitro, por uma falta sobre Gelson Martins.
  • Intervalo Primeira parte de superioridade notória do Sporting, embora nenhuma das equipas tenha conseguido criar uma única ocasião flagrante de golo. Os “leões” tiveram sempre mais posse de bola e mostraram mais qualidade na sua distribuição, chegando ainda ao intervalo com mais remates à baliza e muito menos faltas do que os da casa. Ainda assim, era um jogador do SC Braga que surgia na liderança dos GoalPoint Ratings: André Horta 5.8, com 1 passe para finalização, cinco passes longos eficazes, dois bloqueios de remate, dois desarmes e uma falta sofrida em zona de perigo. Logo atrás surgia Fábio Coentrão 5.7, com cinco recuperações de posse e outras tantas acções defensivas.

  • O SC Braga entrou bem no segundo tempo, terminando os primeiros 15 minutos pós-reatamento com ligeira superioridade na posse de bola (52%-48%) e até na eficácia de passe (82%-79%). Para além disso, pertenceram aos arsenalistas os três remates deste período inicial, embora nenhum deles tivesse levado a melhor direcção.
  • Jogo bastante discreto de Bas Dost, que chegou aos 70 minutos da partida com um remate, desenquadrado, apenas 12 passes certos em 22 entregas e quatro duelos ganhos em 13 disputados.

  • A dez minutos do fim, Nuno Sequeira era um dos jogadores com mais passes para finalização, três, tantos quanto André Horta e Gelson Martins, e contablizava ainda nove acções defensivas. Ainda assim, nem tudo era positivo na exibição do lateral-esquerdo do SC Braga, que levava seis cruzamentos falhados – mais do que qualquer outro jogador.
  • Aos 83 minutos, forte contrariedade para o Sporting, que ficou reduzido a dez unidades por expulsão de Piccini, admoestado com o segundo cartão amarelo. Minutos depois, surgiria o golo da equipa da casa, por Raúl Silva, que apareceu na cara de Rui Patrício e cabeceou a bola para o fundo da baliza, somando o seu sexto golo no campeonato.

  • Até ao apito final, o Sporting ainda tentou ir à procura do golo da igualdade, mas o único remate enquadrado dos instantes finais pertenceu mesmo aos bracarenses, que terminaram a segunda parte com 13 disparos, quatro dos quais à baliza, contra sete do Sporting, apenas um deles enquadrado.

O Homem do Jogo 👑

Não teve intervenção directa no resultado, é certo, mas Paulinho foi um verdadeiro “guerreiro” ao longo da partida. O avançado bracarense rematou por quatro vezes, duas delas de forma enquadrada, e fez um passe para finalização, e deu nas vistas pela sua entrega, vencendo 11 dos 18 duelos em que esteve envolvido, perdendo apenas uma das suas seis disputas pelo ar. Para além disso, contabilizou três desarmes – melhor só mesmo Esgaio -, sofreu duas faltas em zona de perigo e fez um bloqueio de remate. Por tudo isto, Paulinho terminou a partida com a nota mais alta nos  GoalPoint Ratings, 7.5.

Jogadores em foco 🔺🔻 

  • Raúl Silva 7.3 – O central bracarense voltou a fazer das suas, marcando no único remate à baliza que fez. Mas a sua exibição contou ainda com um drible eficaz, oito duelos ganhos em 11 disputados, duas faltas sofridas e nove acções defensivas.
  • André Horta 6.0 – Somou três passes para finalização e 10 entregas bem-sucedidas em 13 tentativas, e colocou a bola na área contrária seis vezes. Para além disso, bloqueou dois remates e sofreu três faltas, uma em zona de perigo.
  • Gelson Martins 5.6 – Foi o jogador da sua equipa com mais passes para finalização, três, e com mais dribles eficazes, dois. Falhou nove passes, três deles no seu meio-campo, e controlou mal a bola em quatro ocasiões. Ainda assim, colocou por sete vezes a bola na área contrária e venceu seis dos dez duelos que disputou.
  • Piccini 4.6 – A sua expulsão perto do fim espelhou uma exibição discreta. Não rematou, não fez nenhum passe para finalização, e somou apenas três acções defensivas.
  • Bas Dost 4.6 – O holandês teve a nota mais baixa da noite. Fez um remate, desenquadrado, falhou 11 dos 27 passes que fez, e venceu apenas seis dos 17 duelos que disputou, todos eles pelo ar.

GoalPoint-T-shirts-2017-banner