O Brasil caiu nos oitavos-de-final do Mundial Feminino. A formação “canarinha” defrontou a anfitriã França, foi superior em largos momentos do encontro, mas não teve capacidade para reagir ao 2-1 final que as gaulesas apontaram já no prolongamento.

GoalPoint-France-Brazil-Womens-World-Cup-2019-Ratings
Clique para ampliar

A formação “canarinha” esteve muito bem em quase todo o jogo, tendo mesmo sido a melhor formação na primeira parte, com mais posse de bola (57%) e mais remates (sete, dois deles enquadrados, enquanto as gaulesas só fizeram três disparos, todos sem a melhor direcção). As francesas, por seu turno, apostaram claramente no jogo pelas alas, registando 13 cruzamentos de bola corrida na etapa inicial, contra um apenas das brasileiras.

Os golos surgiram somente após o intervalo, primeiro pelas anfitriãs, com Valérie Gauvin a encostar na sequência de um cruzamento de Diani da direita. A resposta do Brasil foi rápida, com Cristiane a acertar na barra, antes de Thaisa empatar, ao aproveitar da melhor forma uma bola solta na área contrária.

No prolongamento, e já com a benfiquista Geyse em campo – entrou aos 96 minutos para o lugar da goleadora Cristiane -, a França fez o 2-1, numa fase em que conseguiu estancar o futebol brasileiro, com Amandine Henry (106′) a emendar no coração da pequena área. E o Brasil não teve mais forças para reagir e ir à procura do empate, indo para casa mais cedo.

GoalPoint-France-Brazil-Womens-World-Cup-2019-120m
Clique para ampliar

A melhor em campo acabou por ser a guardiã de França, Sarah Bouhaddi. O seu GoalPoint Rating de 7.5 reflecte cinco defesas, três a remates na grande área gaulesa, com mais quatro saídas pelo solo (todas eficazes) e duas pelo ar. A melhor brasileira foi Letícia Santos, lateral-direita que terminou com um rating de 6.1, com destaque para os oito desarmes que realizou, máximo do jogo.

GoalPoint-France-Brazil-Womens-World-Cup-2019-MVP
Clique para ampliar