Pela nova vez na sua História o Brasil sagrou-se campeão da América do Sul. Na condição de anfitrião da Copa América de 2019, a formação “canarinha” venceu a final frente ao Peru por 3-1, num jogo em que foi quase sempre melhor que o seu adversário, mas precisou de uma grande penalidade em cima dos 90 minutos para descansar os adeptos no Maracanã – isto porque jogou os últimos 30 minutos em inferioridade numérica. O extremo-esquerdo Everton foi a grande figura do encontro, com um golo e uma falta sofrida por si que permitiu o tento decisivo, da marca dos 11 metros.

GoalPoint-Brazil-Peru-Copa-America-2019-Ratings
Clique para ampliar

O Brasil estava a sentir dificuldades para chegar junto da área do Peru, apesar de registar 63% de posse de bola, quando, em cima do primeiro quarto-de-hora, chegou ao 1-0. Gabriel Jesus fez o que quis de Miguel Trauco do lado direito, cruzou para o segundo poste onde apareceu Everton “Cebolinha” a rematar de primeira para o fundo das redes. Primeiro disparo da “canarinha”, primeiro golo. Mas o primeiro tempo ainda tinha muita acção pela frente.

A formação da casa continuava a dominar, mas a rematar pouco para o domínio que exercia e, perto do intervalo, o árbitro assinalou mão na bola de Thiago Silva na grande área. Paolo Guerrero (44′), de penálti, empatou o jogo e lançou a dúvida entre os adeptos brasileiros, mas nos descontos, o “escrete” voltou a colocar-se na frente, por Gabriel Jesus, a concluir um passe de Arthur Melo.

A segunda parte manteve a tendência, com o Brasil a mandar no jogo, mas desta feita sem deixar os peruanos chegarem perto da baliza de Alisson. Porém, também a “canarinha” não mostrava grande inspiração atacante, com dificuldade para enquadrar os seus remates – muito por culpa da forma fechada como o Peru defendia, obrigando a disparos de fora da área.

Aos 70 minutos, porém, Gabriel Jesus – que estava a ser a grande figura da partida – fez falta e viu o segundo cartão amarelo, abrindo uma janela de esperança para “la blanquirroja”. O Peru passou a ter a iniciativa atacante, em busca do empate, perante um adversário com menos um jogador, mas o golo surgiu do outro lado, em cima dos 90 minutos, por Richarlison, de grande penalidade, após falta de Zambrano sobre Everton. Estava encontrado o vencedor da Copa América 2019.

GoalPoint-Brazil-Peru-Copa-America-2019-90m
Clique para ampliar

O melhor em campo foi Everton “Cebolinha”, com um GoalPoint Rating de 6.9. Um golo e uma falta sofrida que deu grande penalidade são os factos principais de uma prestação que teve ainda três dribles completos em sete tentativas, sete recuperações de posse e cinco faltas sofridas – máximo do jogo.

GoalPoint-Brazil-Peru-Copa-America-2019-MVP
Clique para ampliar