A vitória do Brasil por 2-0 sobre a Costa Rica teve alguns pontos de especial interesse. À cabeça o facto que decorre dos dois golos que a “canarinha” marcou, por Philippe Coutinho, aos 91 minutos, e Neymar, aos 97. A História dos Mundiais diz-nos que esta foi a primeira vez que o Brasil apontou dois golos nos descontos de um jogo da fase final desta competição. E logo de grande importância.

GoalPoint-Brasil-Costa-Rica-Facto-do-dia-Mundial-2018-1-infog
Clique para ampliar.

O cenário estava complicado para o Brasil, que dominou e atacou durante toda a partida, mas esbarrou numa cerrada defesa costa-riquenha. Só mesmo a arte de Coutinho e, no fim, Neymar (este após excelente trabalho de Douglas Costa) conseguiu desatar o nó. Mas esta foi uma partida rica em curiosidades. Confira:

  • Este foi o jogo em que o Brasil completou mais passes (331) numa primeira parte de um jogo do Mundial desde que há registos, a partir de 1966.
  •  Dos sete remates que a “canarinha” fez na primeira parte, seis foram de fora da área, o que demonstra as dificuldades da equipa de Tito para romper a defesa contrária.
  • O Brasil não conseguiu marcar na primeira parte de três dos últimos quatro jogos que fez em Mundiais. A excepção foi o tento marcado à Suíça, no jogo de estreia neste Grupo E.
  • Os últimos cinco jogos da Costa Rica em Mundiais chegaram ao intervalo sem golos.
  • O Brasil só conseguiu enquadrar um remate nas primeiras partes dos últimos três desafios em Campeonatos do Mundo.
  • O “escrete” acertou no ferro cinco vezes nos últimos três jogos com a Costa Rica em Mundiais (duas vezes em 1990, duas em 2002 e uma em 2018).
  • Neymar soma 56 golos em 87 jogos pelo Brasil; apenas Ronaldo Nazário (62) e Pelé (77) fizeram mais.

Confira todos os ratings e análise do Brasil – Costa Rica neste link, obrigado!