Brasileirão ’15: 10 nomes prontos a atravessar o Atlântico

-

LUAN (Grêmio P. Alegre)

Brasileirão 2015: 10 nomes prontos a atravessar o Atlântico - Luan
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Avançado muito versátil que pode fazer qualquer posição do ataque, Luan deu sequência à boa época que já tinha feito em 2014 e terminou este campeonato com 10 golos e 7 assistências. Começou no futsal e só aos 19 anos passou para o futebol de 11, no entanto a sua afirmação não se fez esperar e hoje em dia é dos valores mais apetecíveis do futebol brasileiro, começando já a surgir notícias de clubes dispostos a chegar aos dois dígitos para investir na sua contratação.

Dotado de excelente técnica individual, é um avançado muito móvel que gosta de partir das alas para o centro ou de jogar atrás do ponta-de-lança, tentando com alguma frequência o remate (2.7 por jogo), sobretudo de fora da área. Para o futebol europeu falta-lhe alguma resistência física, mas nada que não possa desenvolver com a idade, e dadas as suas características encaixaria que nem uma luva no papel de segundo avançado que Jorge Jesus tanto gosta.

 

ALAN PATRICK (Flamengo, emprestado pelo Shakhtar)

Brasileirão 2015: 10 nomes prontos a atravessar o Atlântico - Alan Patrick
Clique na infografia para ampliar (infografia: GoalPoint)

Destacou-se muito novo ao serviço do Santos, o que levou o Shakhtar Donetsk a desenbolsar 4 milhões de euros para o levar para a Ucrânia no Verão de 2011. Por lá nunca foi aposta, e desde 2013 que tem andado pelo Brasil, emprestado pelo clube ucrâniano. Esta época começou no Palmeiras, mas várias lesões levaram o verdão a abdicar dele e o Flamengo aproveitou.

https://www.youtube.com/watch?v=Y6qHl_ygJu8

No mengão não demorou a impor-se, e assumindo o papel de organizador de jogo da equipa correspondeu com 7 golos e 5 assistências. Não é um jogador que abuse da finta, mas acima de tudo tem extrema eficácia quando decide driblar os adversários (56% de dribles completos), destacando-se ainda pela excelente capacidade de passe e pelo bom remate de longa distância que o faz aparecer muitas vezes nos “gols da rodada”. Como típico 10 teria dificuldade em encaixar no Sporting, mas para Benfica e Porto seria uma opção muito interessante tendo em conta que a partir de Janeiro está livre para assinar por outro clube a custo zero.

> NA PRÓXIMA PÁGINA: LATERAL DO FUTURO E JESUS

Hernâni Ribeiro
Hernâni Ribeiro
Formado em estatística e gestão de informação, e Data Scientist profissional. É Head of Analytics na GoalPoint e responsável pela GoalPointPro