Brasileirão: Arranca a Liga mais democrática do Mundo

-

A temporada do futebol brasileiro começou em Janeiro, mas apenas no passado fim-de-semana teve início o Campeonato Brasileiro. Até então tivemos os aborrecidos estaduais (que já foram importantes, mas perderam espaço nos últimos anos), a Copa do Brasil (ainda sem jogos interessantes) e a Libertadores da América (o principal torneio continental).

Se actualmente os jogos no Brasil são tecnicamente inferiores aos disputados nas relvas europeias, n uma coisa o torneio nacional não deixa em nada a desejar: a sua imprevisibilidade.

Enquanto nas principais Ligas da Europa é fácil seleccionar um grupo de duas ou três equipas com reais chances de vencer a competição, no Brasileiro essa previsão é bem mais difícil de ser feita. Em todos os inícios de temporada os analistas apontam uns cinco ou seis clubes com possibilidades de levantar o troféu.

As estatísticas ajudam a ilustrar bem esse cenário. Desde que foi criado, em 1971, até 2014, o Campeonato Brasileiro foi disputado 44 vezes e teve ao todo 16 equipas diferentes como campeãs.

Comparando com as principais Ligas europeias, apenas a francesa chega perto disso, com 13 clubes. Depois vêm as de Inglaterra (11), Alemanha e Itália (9), Espanha (7) e, por último, Portugal (4), a menos democrática de todas.

Infelizmente, não é possível comparar o Brasileiro com o campeonato da Argentina, uma vez que lá são disputados dois torneios por ano (abertura e clausura).

Dos 20 clubes que disputam o Brasileiro este ano, 13 já conquistaram o título ao menos uma vez. Mas dificilmente teremos um novo campeão, já que os sete que sobram não demonstraram ter muitas chances. Actual bicampeão, o Cruzeiro vem com um elenco bem diferente dos últimos dois anos para defender sua hegemonia.

O brasileirão arrancou, têm a palavra os artistas.

BRASILEIRÃO 2015: O CURRÍCULO DOS 16 CAMPEÕES

[vc_table vc_table_theme=”simple”]Clube,[align-center]T%C3%ADtulos|[bg#eddd36;b]Flamengo,[bg#eddd36;b;align-center]6|[bg#eddd36;b]S%C3%A3o%20Paulo,[bg#eddd36;b;align-center]6|[bg#eddd36;b]Corinthians,[bg#eddd36;b;align-center]5|Palmeiras,[align-center]4|Vasco%20da%20Gama,[align-center]4|Cruzeiro,[align-center]3|Fluminense,[align-center]3|Internacional,[align-center]3|Gr%C3%AAmio%20de%20P.%20Alegre,[align-center]2|Santos,[align-center]2|[bg#dd9494]Atl%C3%A9tico%20Mineiro,[align-center;bg#dd9494]1|[bg#dd9494]Atl%C3%A9tico%20Paraenense,[align-center;bg#dd9494]1|[bg#dd9494]Bahia,[bg#dd9494;align-center]1|[bg#dd9494]Botafogo,[bg#dd9494;align-center]1|[bg#dd9494]Coritiba,[bg#dd9494;align-center]1|[bg#dd9494]Guarani,[bg#dd9494;align-center]1[/vc_table]

Carlos Iavelberg
Carlos Iavelberg
Editor-assistente do website UOL Notícias (Brasil), integrado no grupo UOL, a maior empresa de conteúdos online da América Latina. Passou ainda pelo "Folha de S.Paulo tendo sido ainda correspondente do jornal em Madrid.
GoalPoint

GRÁTIS
BAIXAR